22 Fev. 2018: “Raul – O Início, o Fim e o Meio” de Walter Carvalho – CineDocs de 5ª

O CineDocs de 5ª exibe Raul – O Início, O Fim E O Meio, de Walter CarvalhoLeonardo Gudel.

Sinopse: O documentário retrata as diversas facetas de Raul Seixas, compositor, cantor e músico brasileiro. As parcerias com Paulo Coelho, os casamentos, a fase de sucesso, etc. E principalmente, tenta desvendar a enorme comunicação que as músicas de Raul estabelecem e a legião de fãs que mobilizava e continua mobilizando até a atualidade. Rock’n roll, amor livre, Sociedade Alternativa, drogas, magia negra, ditadura militar, mulheres e filhas. Um homem que queria viver da própria obra e morreu por ela. O início, o fim e o meio se confundem, porque a história ainda não acabou. Continuar lendo

Anúncios

20 Fev. 2018: “Taxi Teerã” de Jafar Panahi – Cine na 3ª

O Cine na 3ª exibe Taxi Teerã, de Jafar Panahi.

Sinopse: O diretor Jafar Panahi passa uns dias dirigindo um táxi, sendo ele mesmo, e constitui um filme gravando conversas e situações com parentes, colegas, amigos e passageiros/clientes do táxi. Roteiro planejado e realidade se misturam no filme, e a fronteira entre ficção e documentário é confusa. Mas, essa distinção não importa muito. O principal do filme é como ele se utiliza das situações para demonstrar a vida de Teerã, capital do Irã, a vida agitada de metrópole, algumas de suas pessoas e costumes, e o momento político pelo qual passa o país. Fora isso, todo o filme é permeado pela discussão do próprio cinema e do “fazer cinema”. Um filme aparentemente simples, mas rico na relação que faz entre seus elementos e reflexões que traz ao espectador. Continuar lendo

03 Fev. 2018: “Violeta Foi Para O Céu” de Andrés Wood  – Sessão de Sábado

O Sessão de Sábado exibe Violeta Foi Para O Céu, de Andrés Wood.

Sinopse: O filme conta a trajetória da compositora, artista e cantora chilena Violeta Parra. Esta biografia não segue uma linha cronológica, focando em diversos momentos da vida de Violeta, como sua infância na província de Ñuble, sua viagem pelo interior do Chile, as visitas à França e à Polônia, além do romance que ela teve com o suíço Gilbert Favre. O filme é intercalado com trechos de uma entrevista que Violeta Parra deu à televisão em 1962. Continuar lendo

1º Fev. 2018: “FilmeFobia” de Kiko Goifman – CineDocs de 5ª

O CineDocs de 5ª exibe FilmeFobia, de Kiko Goifman.

Sinopse: Diretor de um falso documentário sobre o medo na sociedade contemporânea coloca pessoas em contato com as próprias fobias. Misturando atores e não-atores, um diretor (interpretado por Jean-Claude Bernardet) busca a imagem verdadeira que só poderia vir de um fóbico frente ao seu objeto de medo, explorando os limites psicológicos das pessoas. A ideia é a de promover, de forma inusitada e lúdica, a superação desses medos, colocando os participantes do filme em situações extremas de tensão.
Continuar lendo

30 Jan. 2018: “A Festa Da Menina Morta” de Matheus Nachtergaele – Cine na 3ª

O Cine na 3ª exibe A Festa Da Menina Morta, de Matheus Nachtergaele.

Sinopse: Há 20 anos uma pequena população ribeirinha do alto Amazonas comemora a Festa da Menina Morta. O evento celebra o milagre realizado por Santinho, que após o suicídio da mãe recebeu em mãos, da boca de um cachorro, os trapos do vestido de uma menina desaparecida. A menina jamais foi encontrada, mas o tecido rasgado e manchado de sangue passa a ser adorado e considerado sagrado. A festa cresceu indiferente à dor do irmão da menina morta, Tadeu. A cada ano as pessoas visitam o local para rezar, pedir e aguardar as “revelações” da menina, que através de Santinho se manifestam no ápice da cerimônia. Continuar lendo

27 Jan. 2018: “O Serviço de Entregas de Kiki” de Hayao Miyazaki – Sessão de Sábado

O Sessão de Sábado exibe O Serviço de Entregas de Kiki, de Hayao Miyazaki.

Sinopse: Kiki é uma jovem aprendiz de bruxa, e chegou o momento de ganhar o mundo. Faz parte da formação de bruxa, sair de casa ainda n adolescência e ir morar em outro lugar do país, aprendendo a sobreviver sozinha. Chegando na nova cidade, Kiki é acolhida por um casal de padeiros, e passa a retribuir a alimentação e hospedagem fazendo entregas da padaria utilizando a vassoura voadora dela. Continuar lendo

25 Jan. 2018: “Tropicália” de Marcelo Machado – CineDocs de 5ª

O CineDocs de 5ª exibe Tropicália, de Marcelo Machado.

Sinopse: Muito antes da chamada aldeia global existir e da Internet se propagar pelo mundo, o Brasil já era global. País antropofágico pela própria natureza, em que o novo e o velho, o estrangeiro e o nativo, não só conviviam como eram misturados, assimilados e recriados a todo momento. Que terra é essa em que, em plenos anos 1960, um canto de capoeira se fundia à força agressiva do rock n’ roll para entrar nos lares de milhares de famílias sob o nome de “Domingo no Parque”? Que nome dar a esta geleia geral? Tropicalismo! O diretor do filme, que cresceu ouvindo as ousadias sonoras de Caetano Veloso, Gilberto Gil, Mutantes e Tom Zé, entre outros, que não entendia as letras em inglês mas adorava os arranjos de um tal de rock n’ roll, conduz o espectador por uma viagem de sons e imagens através da história de um dos mais emblemáticos movimentos culturais brasileiros. Em um panorama afetivo construído com uma miscelânea de referências, entrevistas, pesquisas, imagens e, claro, canções, o espectador passeia pelos férteis, polêmicos e violentos anos de 1967, 1968 e 1969.
Continuar lendo

23 Jan. 2018: “O Moinho E A Cruz” de Lech Majewski – Cine na 3ª

O Cine na 3ª exibe O Moinho E A Cruz, de Lech Majewski.

Sinopse: O filme é uma recriação do quadro épico “Caminho do Calvário“, do pintor Pieter Brugel, datado de 1564. O quadro narra a Paixão de Cristo e foi realizado durante a ocupação espanhola da Bélgica. A história alterna a construção do quadro, narrada por Bruegel, e o sofrimento de Jesus, comentado por Maria, permeado pela vida típica dos camponeses que compunham a sociedade local no Século 16. Continuar lendo

20 Jan. 2018: “Porco Rosso: O Último Herói Romântico” de Hayao Miyazaki – Sessão de Sábado

O Sessão de Sábado exibe Porco Rosso: O Último Herói Romântico, de Hayao Miyazaki.

Sinopse: Marco Porcellino é piloto acrobático de aviões e lutou a I Guerra Mundial, sendo o único sobrevivente do esquadrão dele. Em determinado momento da vida depois disso, o rosto dele foi transformado na de um porco, e passou a ser chamado de Porco Rosso. O filme não dá explicações como isso sucedeu. Ele vive de caçar piratas aéreos, resgatando o que eles roubam dos outros e recebendo recompensas. Fora algumas poucas amizades, como Gina, a proprietária de um hotel e aparentemente apaixonada por ele, Porco Rosso acumula na vida mais inimigos do que amigos. E não dá outra: os piratas de várias gangues, cansados de sempre ter em prejuízos por causa dele, se reúnem e contratam um exímio piloto americano para abatê-lo. Agora, Porco Rosso tem de provar mais uma vez que ainda é o melhor piloto das paradas, apesar da idade que vem chegando, num duelo com o americano. Para isso, terá ajuda de um antigo amigo e da neta dele para reconstruir o avião. Filme de Hayao Miyazaki único, com roteiro e estilo peculiares dentro da obra, Porco Rosso tem drama, comédia, ação e aventura intercalados de forma muito bem balanceada, tratando de temas como a guerra, a amizade e a procura de sentido na vida. E esse talvez seja o longa-metragem de Miyazaki em que ele tenha explorado com mais intensidade sua paixão pelo céu e máquinas voadoras.  Continuar lendo

18 Jan. 2018: “Lixo Extraordinário” de Lucy Walker – CineDocs de 5ª

O CineDocs de 5ª exibe Lixo Extraordinário, de Lucy Walker.

Sinopse: Filmado ao longo de quase três anos, o documentário acompanha as visitas do artista plástico Vik Muniz a um dos maiores aterros sanitários do mundo, localizado no bairro Jardim Gramacho, município Duque de Caxias, Rio de Janeiro. Lá, além de procurar materiais para as obras dele, Vik fotografa um grupo de catadores de materiais recicláveis. O objetivo inicial de Muniz era “pintar” esses catadores com o lixo. No entanto, o trabalho com estes personagens revela a dignidade e o desespero que enfrentam quando instigados a imaginar as vidas deles fora daquele ambiente.
Continuar lendo

16 Jan. 2018: “Demon” de Marcin Wrona – Cine na 3ª

O Cine na 3ª exibe Demon, de Marcin Wrona.

Sinopse: Um homem chega em uma desconhecida cidade, local onde a noiva dele cresceu. Como um presente de casamento do avô dela, eles ganham um pedaço de terra onde possam juntos erguer uma casa e construir a família. Enquanto preparam o terreno para a futura casa, o noivo acha ossos humanos na terra da nova propriedade. Coisas estranhas começam a acontecer e a interferir na vida do casal. Continuar lendo

14 Dez. 2017: “Eu Sou O Povo” de Anna Roussillon – CineDocs de 5ª

O CineDocs de 5ª exibe Eu Sou O Povo, de Anna Roussillon.

Sinopse: Em janeiro de 2011, o Egito foi marcado por manifestações contra o governo. Enquanto dezenas de milhares de manifestantes se reuniram em Cairo, moradores pobres no sul do país acompanharam a situação tensa na Praça Tahrir pela televisão. É a partir da perspectiva deles que este documentário apreende as mudanças políticas no Egito, desde a derrubada do presidente Mubarak até à eleição e queda de Morsi. O filme revela as esperanças e desilusões dos camponeses e mostra que, apesar dos eventos intensos, muito pouco muda na realidade do local. Filme muito peculiar no mundo dos documentários, a diretora conviveu com as pessoas durante três anos, resultando num material extenso e riquíssimo, com os personagens revelando coisas que só vem com o tempo; em paralelo, com a convivência em longo prazo que costuma resultar em intimidade, junto surgem conflitos, como em quase toda relação humana, sendo que a cineasta não buscou esconder isso na edição final.
Continuar lendo

12 Dez. 2017: “Eu, Daniel Blake” de Ken Loach – Cine na 3ª

O Cine na 3ª exibe Eu, Daniel Blake, de Ken Loach.

Sinopse: Daniel Blake é um carpinteiro de cinquenta e nove anos de idade quer mora no nordeste da Inglaterra, que sofre um ataque cardíaco e necessita do benefício do Subsídio de Emprego e Apoio (Employment and Support Allowance). Enquanto ele se esforça para superar a burocracia necessária para obter o auxílio, conhece então Katie, uma mãe solteira de dois filhos, Dylan e Daisy, que para evitar que morem num albergue de pessoas desabrigadas em Londres, terá que mudar-se para um alojamento a mais de 480 quilômetros de distância da terra natal. Continuar lendo

09 a 19 Nov. 2017: FICBIC 2017 – Festival de Cinema da Bienal Internacional de Curitiba – Ministério da Cultura

O Ministério da Cultura realiza mais uma edição do maior festival de cinema das terras curitibanas, o FICBIC, um dos eixos estruturantes da Bienal Internacional de Curitiba. Neste ano, são 11 dias de programação e 100 filmes, entre curtas e longas-metragens nacionais e estrangeiros.

São 4 os espaços que receberão o FICBIC: Cine Guarani, Cinemateca de Curitiba, Espaço Itaú de Cinema e SESC Paço da Liberdade. Os filmes estão divididos nas mostras Filme de AberturaCircuito Brasileiro, Circuito Clássico, Curto CircuitoCircuito Universitário, Circuito Australiano, Circuito Chinês, Circuito Espanhol, Circuito Israelense, Circuito Norueguês e Diretor Homenageado (Jacques Demy). Continuar lendo