19 Ago. 2017: “Pocilga” de Pier Paolo Pasolini – Cineclube Espoletta

O Cineclube Espoletta exibe e debate Pocilga, de Pier Paolo Pasolini.

Sinopse: A partir de duas histórias paralelas, uma no Século 16 e outra na Alemanha pós-moderna, Pasolini faz um retrato metafórico nada alentador da degradação humana alastrada pela sociedades de consumo, as quais não prezam o sentido e a essência do ser humano, mas apenas a capacidade de consumo. É uma reflexão sobre o lema da era capitalista: “consumo, logo existo”. Embora pareça um tanto estranho e complicado de se entender, Pocilga nada mais é que uma brincadeira do diretor, que utilizou temas incomuns como a antropofagia e a bestialidade, para criar uma obra puramente crítica e irônica sobre o assunto tão controvertido que é o consumismo. O enredo das duas estórias: a primeira, no passado, conta a saga de um jovem canibal que matou o próprio pai e é sentenciado à morrer comido por animais. Na segunda, o filho de um ex-industrial alemão, Julian, não consegue se relacionar com pessoas e decide acabar com sua fazenda de porcos.  Continuar lendo

12 Ago. 2017: “O Invencível” de Mark Robson – Cineclube Espoletta

O Cineclube Espoletta exibe e debate O Invencível, de Mark Robson.

Sinopse: Midge é um garoto de origem humilde que descobre talento para o boxe. Ele chega a ser campeão mundial, e alcança a fama também por passar por cima de outras pessoas, incluindo o próprio sindicato dos pugilistas. O sucesso e o dinheiro faz com que Midge saia do rumo, afaste-se dos amigos e perca a superioridade física e psicológica com relação aos adversários. Agora, o grande desafio dele é provar para si mesmo e para os fãs que ainda é o melhor, apesar da idade. Continuar lendo

12 Ago. 2017: “Quando Fala O Coração” de Alfred Hitchcock – Psicanálise & Cinema

O projeto Psicanálise & Cinema exibe e debate Quando Fala O Coração, de Alfred Hitchcock.

O projeto, que irá acontecer mensalmente no Museu Guido Viaro, pretende trabalhar o tema Psicanálise & Cinema a partir de filmes que permitem uma densa abordagem psicanalítica. O projeto é concebido e organizado pela psicanalista Elenice Milani, que conduzirá o debate após as exibições. A ideia principal do projeto é de deixar um espaço para o debate sobre os temas abordados, partindo sempre de um esclarecimento psicanalítico.

Sinopse: A Dra. Constance Petersen trabalha como psicóloga em uma clínica para doentes mentais. O local está prestes a mudar de direção, com a substituição do Dr. Alexander Brulov pelo Dr. Edward. Ao chegar, Dr. Edwards surpreende os médicos locais pela jovialidade e também estranho comportamento. Logo Dra. Constance descobre que ele é na verdade um impostor, que perdeu a memória e não sabe quem é nem o que aconteceu com o verdadeiro Dr. Edwards. Continuar lendo

05 Ago. 2017: “As Loucas Aventuras Do Rabbi Jacob” de Gérard Oury – Cineclube Espoletta

O Cineclube Espoletta exibe e debate As Loucas Aventuras Do Rabbi Jacob, de Gérard Oury.

Sinopse: Victor Pivert é um homem cheio de preconceitos. No caminho do casamento da filha, ele se vê no meio de uma conspiração terrorista. Para fugir dos perseguidores, assume a identidade de um rabino americano, que é esperado num encontro de judeus em Paris. É o início de uma série de impagáveis trapalhadas e confusões. Continuar lendo

29 Jul. 2017: “Terra Em Transe” de Glauber Rocha – Cineclube Espoletta

O Cineclube Espoletta exibe e debate Terra Em Transe, de Glauber Rocha.

Sinopse: O senador Porfírio Diaz detesta o povo e pretende tornar-se imperador de Eldorado, um país localizado na América do Sul. Porém, existem diversos homens que querem este poder, que resolvem enfrentá-lo. Enquanto isso, o poeta e jornalista Paulo Martins, ao perceber que Diaz é um falso candidato de oposição, muda de lado, abandonando o antigo protetor. Continuar lendo

22 Jul. 2017: “Zabriskie Point” de Michelangelo Antonioni – Cineclube Espoletta

O Cineclube Espoletta exibe e debate Zabriskie Point, de Michelangelo Antonioni.

Sinopse: Um retrato da contracultura norte-americana dos anos 1960 visto pela perspectiva de dois jovens: a garota Daria, estudante de Antropologia e secretária de um empresário que está construindo um condomínio no deserto; e Mark, um rapaz que largou os estudos e está sendo procurado pela polícia sob suspeita de ter assassinado um policial durante um protesto estudantil. Continuar lendo

15 Jul. 2017: “Vergonha” de Ingmar Bergman – Cineclube Espoletta

O Cineclube Espoletta exibe e debate Vergonha, de Ingmar Bergman.

Sinopse: Em meio a uma guerra civil nos balcãs, um casal de violinistas que se dizem apolíticos fogem para viver isolados em uma ilha, onde sustentam-se com o cultivo e a venda de produtos da terra. Essa vida alienada acaba quando um grupo de soldados invade a ilha, e a população local reage criando um movimento de guerrilha. A partir desse momento, o casal não poderá ficar mais alheio à tudo o que acontece, e terão que lidar com as misérias, a destruição e os horrores da guerra. Continuar lendo

08 Jul. 2017: “Iracema – Uma Transa Amazônica” de J. Bodanzky e O. Senna – Cineclube Espoletta

O Cineclube Espoletta exibe e debate Iracema – Uma Transa Amazônica, de Jorge Bodanzky e Orlando Senna.

Sinopse: Em 1974, em plena ditadura, quando o governo militar alardeava a propaganda da construção do “Brasil Grande”, Jorge Bodanzky, Orlando Senna e Wolf Gauer filmam Iracema – Uma Transa Amazônica, ficção com feições documentais que se tornou um marco na cinematografia brasileira. O filme faz um contraponto à propaganda oficial da época sobre a Amazônia, revelando as queimadas, o trabalho escravo e a prostituição infantil através da história da menina ribeirinha Iracema, que, atraída pela cidade grande e pela lábia do motorista de caminhão Tião Brasil Grande, acaba se prostituindo às margens da rodovia Transamazônica. Proibido durante seis anos no Brasil, recebeu inúmeros prêmios em festivais internacionais. Em 1981, foi o grande vencedor do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. Continuar lendo

08 Jul. 2017: “Um Amor De Swann” de Volker Schlöndorff – Psicanálise & Cinema

O projeto Psicanálise & Cinema exibe e debate Um Amor De Swann, de Volker Schlöndorf.

O projeto, que irá acontecer mensalmente no Museu Guido Viaro, pretende trabalhar o tema Psicanálise & Cinema a partir de filmes que permitem uma densa abordagem psicanalítica. O projeto é concebido e organizado pela psicanalista Elenice Milani, que conduzirá o debate após as exibições. A ideia principal do projeto é de deixar um espaço para o debate sobre os temas abordados, partindo sempre de um esclarecimento psicanalítico.

Sinopse: Em meio a todo o charme da cidade de Paris, Charles Swann é um aristocrata solteirão, elegante e muito educado que circula nas altas rodas da poderosa sociedade francesa. Quando ele se apaixona por Odette de Crecy, uma jovem e linda cortesã, os amigos de Swann se opõem ao casamento. Porém, Charles está atormentado pelo desejo: obcecado pela jovem deixa de lado as responsabilidades sociais. Para ele, Odette é a pessoa mais importante do mundo e coloca-se aos pés dela. Assim, é aos poucos expulso da alta sociedade. Baseado no romance No Caminho de Swann, o primeiro dos sete volumes da série Em Busca do Tempo Perdido, um dos maiores êxitos literários da cultura ocidental, escrito pelo francês Marcel Proust no início do Século 20. Continuar lendo

1º Jul. 2017: “Os Ambiciosos” de Luis Buñuel – Cineclube Espoletta

O Cineclube Espoletta exibe e debate Os Ambiciosos, de Luis Buñuel.

Sinopse: A Ilha de Ojeda, um país imaginário que remete à países da América Latina, mantém centenas de prisioneiros políticos. Quando o diretor da prisão local é assassinado, o assessor idealista assume o poder, acreditando que conseguirá mudar o sistema. Mas, logo seus ideais entram em conflito com a realidade. Com fotografia do genial Gabriel Figueroa, Os Ambiciosos é uma alegoria fascinante das mazelas que assolam a América Latina até os dias de hoje. Continuar lendo

24 Jun. 2017: “Interlúdio” de Alfred Hitchcock – Cineclube Espoletta

O Cineclube Espoletta exibe e debate Interlúdio, de Alfred Hitchcock.

Sinopse: Após o pai alemão ser condenado como espião, uma jovem mulher passa a se refugiar em bebidas e homens. É assim que se aproxima de um agente do governo, que pergunta se ela concorda em ser uma espiã americana no Rio de Janeiro, onde nazistas amigos do pai dela estão operando. Para se infiltrar, acaba se casando com um nazista, mas se apaixona pelo contato dela no governo americano. Continuar lendo

17 Jun. 2017: “Relatos Selvagens” de Damián Szifron – Cineclube Espoletta

O Cineclube Espoletta exibe e debate Relatos Selvagens, de Damián Szifron.

Sinopse: Diante de uma realidade crua e imprevisível, os personagens do filme caminham sobre a linha tênue que separa a civilização da barbárie. São seis episódios com pessoas vivendo situações-limite e respondendo violenta e inesperadamente a elas: uma traição amorosa, o retorno do passado, uma tragédia ou mesmo a violência de um pequeno detalhe cotidiano são capazes de empurrar estes personagens para um lugar fora de controle. Continuar lendo

10 Jun. 2017: “Um Só Pecado” de François Truffaut – Cineclube Espoletta

O Cineclube Espoletta exibe e debate Um Só Pecado, de François Truffaut.

Sinopse: Pierre Lachenay, conhecido editor e escritor, conhece uma aeromoça, chamada Nicole em viagem a Lisboa. Pierre acaba por cair apaixonado por ela. Logo os dois se envolvem, mas acontece que há 12 anos ele é casado com Franca, e o casal tem uma filha. Assim eles mantêm o caso escondido de todos, com Pierre fazendo viagens de negócios como forma de estar com Nicole. Porém, nem tudo vai transcorrer da melhor forma. Continuar lendo

03 Jun. 2017: “O Que Eu Mais Desejo” de Hirokazu Koreeda – Cineclube Espoletta

O Cineclube Espoletta termina a Mostra “Panorama do Cinema Japonês” com exibição e debate de O Que Eu Mais Desejo, de Hirokazu Koreeda.

Sinopse: No Japão, na ilha de Kyushu, dois irmãos vivem separados após o divórcio dos pais. Koichi, o mais velho, de 12 anos, mora com a mãe no sul da ilha. O irmão mais novo dele, Ryunosuke, mora com o pai no norte da ilha. O que o irmão mais velho deseja, acima de tudo, é que a família viva junto novamente. Por isso, quando escuta de um amigo da escola a história de que um desejo pode ser realizado se feito no momento em que dois trens-bala se cruzam, ele decide organizar uma viagem secreta até o ponto de intersecção dos trens, onde o desejo pode ser feito. Continuar lendo