24 Jun. 2017: “O Demônio Da Argélia” de Julien Duvivier – Cineclube Aliança Francesa

Reprise da programação deste mês do Cineclube Aliança Francesa, agora no Cine Guarani. Exibição e debate de O Demônio Da Argélia, de Julien Duvivier.

Sinopse: Sinopse: Uma rede inextricável de ruelas, casas de jogos clandestinas e traficantes, eis como era Casbá de Argel, uma cidade da Argélia, nos anos 1930. Um gângster de origem metropolitana conhecido como Pépe le Moko reina na área, zombando até dos policiais. Para capturá-lo, é preciso que saia do reduto dele, inacessível às autoridades. É o que tenta fazer o astuto inspetor Slimane. O filme é considerado uma das pérolas do melodrama romântico francês, filmado na véspera da Segunda Guerra e com o enredo vagamente inspirado no filme Scarface: A Vergonha De Uma Nação e num livro de um detetive parisiense. O ator Jean Gabin marcou na interpretação da marcante personalidade desse anti-herói do submundo. Continuar lendo

24 Jun. 2017: “Clamor Do Sexo” de Elia Kazan – Cineclube da Cinemateca

O Cineclube da Cinemateca exibe e debate Clamor Do Sexo, de Elia Kazan.

Sinopse: Kansas, 1928. Bud Stamper e Deanie Loomis são dois jovens apaixonados impedidos de consumarem o amor entre eles. Bud, capitão do time do colégio, sofre com a pressão do pai – que deseja que ele vá para a universidade – e a “má fama” da irmã, Ginny. Enquanto isso a sensível Deanie não sabe mais como lidar com a sexualidade reprimida, o que acaba afetando a razão e prejudicando o relacionamento com Bud. Continuar lendo

17 Jun. 2017: “Amor, Prelúdio De Morte” de Gerd Oswald – Cineclube da Cinemateca

O Cineclube da Cinemateca exibe e debate Amor, Prelúdio De Morte, de Gerd Oswald.

Sinopse: Numa universidade americana, Bud Corliss é um jovem psicopata de 25 anos, colega de turma de Dorothy Kingship, por quem se diz apaixonado. Vindo de uma família pobre, na realidade ele só pensa no dinheiro da jovem, que é filha de um magnata da indústria de cobre. Quando Dorothy confessa que está grávida de dois meses e que o pai com certeza a deserdará, pois não admite sexo fora do casamento, Bud sente que o plano de dar o golpe do baú está por um fio. Continuar lendo

17 Jun. 2017: “O Touro” de Larissa Figueiredo – Cineclube de Cinema Brasileiro

O Cineclube de Cinema Brasileiro exibe e debate O Touro, de Larissa Figueiredo.

Sinopse: No litoral do Maranhão, Região Nordeste do Brasil, reza a lenda que um antigo rei português, Dom Sebastião, desaparecido no Século 16, protege os habitantes da Ilha dos Lençóis que acreditam serem descendentes do rei. Todas as noites de sexta-feira, o rei aparece encantado na forma de um grande touro negro, mágico. Isso o que a jovem portuguesa Joana quer comprovar com os próprios olhos. Continuar lendo

13 a 28 Jun. 2017: “História Antes De Uma História” de Wilson Lazaretti – Cinemateca de Curitiba

Entra em cartaz na semana que vem o longa-metragem de animação História Antes De Uma História, de Wilson Lazaretti.

Conheça o texto de apresentação do filme:

O filme. Revelando os mistérios da arte da animação, “História Antes de Uma História” chega à Cinemateca de Curitiba. Este é o primeiro longa-metragem de Wilson Lazaretti, que há mais de 40 anos se dedica à arte da animação. O longa foi produzido durante treze anos. Com distribuição da Polifilmes e co-distribuição da Spcine (empresa de desenvolvimento do audiovisual da Prefeitura de São Paulo), a animação mostra a trajetória de Dr. K, um velho senhor que gosta muito de caminhar. No decorrer de uma das andanças dele, acaba encontrando vários objetos que vão ajudá-lo a desvendar os grandes mistérios da técnica da animação: como um desenho animado aprende a ‘andar’? O que acontece quando uma personagem é criada sem um coração? O que animar primeiro: um ovo ou uma galinha?

Nos 78 minutos de duração do filme, Dr. K mergulha no mágico mundo da animação, ao lado do menino Matias, da menina Laurinha e da galinha Melodia, que vão conhecer e experimentar na prática as diversas etapas e instrumentos necessários para dar vida a uma história. A trilha traz canções nas vozes de Elza Soares e Ná Ozetti, e inúmeras referências a grandes compositores clássicos como Bizet, Bach, e Carlos Gomes, entre outros.

Concluído em 2014, o filme de Lazaretti já teve passagem por vários festivais internacionais antes de estrear oficialmente no Brasil, em países como Portugal, Croácia, Grécia, Argentina, França e Cuba, conquistando o público dos eventos e mostrando que a magia da animação é mesmo universal.

Conheça o Diretor. Co-fundador do Núcleo de Cinema de Animação de Campinas ao lado de Maurício Squarisi, Wilson Lazaretti é autodidata e iniciou a relação com o desenho animado aos 20 anos de idade, com aulas para crianças no Conservatório Musical Carlos Gomes, em Campinas, São Paulo. Já realizou mais de 2500 oficinas de animação para crianças, jovens e adultos em quase todo o território brasileiro, além de países como Argentina, Portugal, Dinamarca, Suécia e Estados Unidos. Desde 1999, fabrica materiais de apoio didático e brinquedos óticos para o aprendizado das técnicas de animação, e há mais de 23 anos leciona na Universidade Estadual de Campinas no Instituto de Artes, Departamento de Artes Plásticas.

Sinopse: Dr. K é um velho senhor que gosta de caminhar bastante, sempre curioso e em busca de novos conhecimentos. À certa altura do caminho, estranhos e misteriosos objetos começam a aparecer na estrada. Aos poucos, Dr. K percebe que os objetos na verdade vão ajudá-lo a desvendar um mistério maior: as técnicas para criar uma animação. Continuar lendo

10 Jun. 2017: “O Demônio Da Argélia” de Julien Duvivier – Cineclube Aliança Francesa

O encontro deste mês do Cineclube Aliança Francesa tem exibição e debate de O Demônio Da Argélia, de Julien Duvivier.

Sinopse: Uma rede inextricável de ruelas, casas de jogos clandestinas e traficantes, eis como era Casbá de Argel, uma cidade da Argélia, nos anos 1930. Um gângster de origem metropolitana conhecido como Pépe le Moko reina na área, zombando até dos policiais. Para capturá-lo, é preciso que saia do reduto dele, inacessível às autoridades. É o que tenta fazer o astuto inspetor Slimane. O filme é considerado uma das pérolas do melodrama romântico francês, filmado na véspera da Segunda Guerra e com o enredo vagamente inspirado no filme Scarface: A Vergonha De Uma Nação e num livro de um detetive parisiense. O ator Jean Gabin marcou na interpretação da marcante personalidade desse anti-herói do submundo. Continuar lendo

09 Jun. 2017: “Pecados Antigos, Longas Sombras” de Alberto Rodríguez – Cineclube do Centro Cultural da Espanha

O Cineclube do Centro Cultural da Espanha, com colaboração da Cinemateca de Curitiba, exibe Pecados Antigos, Longas Sombras, de Alberto Rodríguez. O filme é exibido com áudio original e legendas em português.

Sinopse: Dois policiais com gênios e pensamentos opostos são mandados para um remoto povoado para investigar um caso de adolescentes desaparecidas. Na localidade, que parece viver no passado, os dois policiais terão de deixar as diferenças de lado, pois o assassino a ser enfrentado é feroz. Continuar lendo

09 Jun. 2017: “À Margem Da Imagem” de Evaldo Mocarzel – Conversas sobre o Cinema Brasileiro

O encontro deste mês do Conversas sobre o Cinema Brasileiro tem exibição e debate de À Margem Da Imagem, de Evaldo Mocarzel. Após a exibição, o diretor estará presente para o bate-papo sobre o filme. O Conversas é um projeto-cineclube organizado pelo EDUCINE – Laboratório de Cinema e Educação, que pertence à Universidade Estadual do Paraná – UNESPAR.

Sinopse: À Margem Da Imagem é um longa-metragem de documentário, primeira parte da série de quatro filmes chamada “À Margem De São Paulo”. O filme focaliza rotinas de sobrevivência, estilo de vida e cultura dos moradores de rua do município de São Paulo. Pesquisa da Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) revelava a existência de cerca de 9 mil pessoas vivendo nas ruas de São Paulo na época das filmagens. O documentário mostra o cotidiano dessas comunidades, que vivem em diversas áreas da cidade, mas principalmente na região central. O filme registra temas como exclusão social, desemprego, alcoolismo, loucura, religiosidade, espaços públicos contemporâneos, degradação urbana, identidade, alteridade, cidadania e, como sugere o próprio título, o rapto da imagem dessas comunidades, promovendo assim a discussão ética dos processos de estetização da miséria. Continuar lendo

03 Jun. 2017: “São Paulo Em Hi-Fi” de Lufe Steffen – Cineclube de Cinema Brasileiro

O Cineclube de Cinema Brasileiro exibe e debate São Paulo em Hi-Fi, de Lufe Steffen.

Sinopse: Documentário histórico que resgata a Era de Ouro da noite gay paulistana, fazendo uma viagem pelas décadas de 1960, 1970 e 1980. Tudo a bordo das lembranças de testemunhas do período, trazendo à tona as casas noturnas que marcaram época, as estrelas, as transformistas, os heróis, e até os vilões: a ditadura civil-militar e a explosão da AIDS. Continuar lendo

27 Mai. 2017: “O Sepulcro Indiano” de Fritz Lang – Cineclube da Cinemateca

O Cineclube da Cinemateca termina o programa “Díptico Indiano de Fritz Lang” com exibição e debate de O Sepulcro Indiano.

Sinopse: Continuação do filme O Tigre de Bengala. Após escaparem das garras de Maharajah Chandra, o arquiteto Berger e a dançarina Seetha, quase mortos, são recapturados no deserto. Maharajah decide, então, construir uma enorme tumba para enterrar a mulher que o traiu e colocar o casal de frente com vários perigos para separá-los. Continuar lendo

27 Mai. 2017: “Ser E Ter” de Nicolas Philibert – Cineclube Aliança Francesa

Reprise da programação deste mês do Cineclube Aliança Francesa, agora no Cine Guarani, com exibição e debate de Ser E Ter, de Nicolas Philibert.

Sinopse: O cineasta acompanha, durante todo um ano letivo, o trabalho de um professor que leciona a um grupo de alunos de níveis diferentes, de 4 a 11 anos de idade, em uma escola comunal situada no interior da França. Mostrando o cotidiano das crianças, a intenção do filme é mostrar como elas aprendem a viver umas com as outras e a lidar com os desejos delas. O filme foi apresentado na Seleção Oficial do Festival de Cannes de 2002 e quando foi lançado nas salas de cinema, tornou-se um dos documentários de maior sucesso do cinema francês. Continuar lendo

26 Mai. 2017: “Um Dia Perfeito” de Fernando León de Aranoa – Cineclube do Centro Cultural da Espanha

O Cineclube do Centro Cultural da Espanha, com colaboração da Cinemateca de Curitiba, exibe Um Dia Perfeito, de Fernando León de Aranoa. O filme é exibido com áudio original e legendas em português.

Sinopse: Um grupo de ajuda humanitária mora há muito tempo numa região dos Bálcãs, em pleno período de guerra. Eles auxiliam o povo nas tarefas cotidianas, enquanto funcionam de contato intermediário com a Nações Unidas. Um dia, o principal problema dos experientes Mambrú e B  e da novata Sophie é retirar com rapidez o cadáver jogado no único poço da cidade, para impedir que toda a água fique contaminada. Mas a situação é mais complexa do que aparenta: aos poucos, eles percebem que a retirada do corpo pode contrariar os interesses de muitas pessoas. Continuar lendo

20 Mai. 2017: “O Menino E O Mundo” de Alê Abreu – Cineclube de Cinema Brasileiro

O Cineclube de Cinema Brasileiro exibe e debate O Menino E O Mundo, de Alê Abreu.

Sinopse: Sofrendo com a falta do pai, um menino deixa a aldeia onde vive e descobre um mundo fantástico dominado por máquinas-bichos e estranhos seres. O filme é uma inusitada animação com várias técnicas artísticas que retrata as questões da sociedade moderna através do olhar de uma criança. Continuar lendo

20 Mai. 2017: “O Tigre De Bengala” de Fritz Lang – Cineclube da Cinemateca

O Cineclube da Cinemateca inicia o programa “Díptico Indiano de Fritz Lang” com exibição e debate de O Tigre De Bengala.

Sinopse: O arquiteto alemão Harald Berger é chamado para ir à Índia por Chandra, Marajá de Eschnapur. O arquiteto se apaixona pela bela dançarina Seetha, que está prometida em casamento ao Marajá. A traição aumenta a ira do vingativo Chandra, que está lutando sozinho contra o irmão maquinador em busca de poder. Os amantes são forçados pelas circunstâncias a fugir para o deserto. Depois de mais de duas décadas de exílio em Hollywood, o mestre Fritz Lang retorna de maneira triunfal para a Alemanha, realizando este exuberante filme, escrito quarenta anos antes. Continuar lendo