21 Ago. 2017: “Pica-Paus Não Têm Dor De Cabeça” de Dinara Asanova. – Cine FAP

O Cine FAP exibe e debate Pica-Paus Não Têm Dor De Cabeça, de Dinara Asanova.

Sinopse: Dois jovens de 14 anos experimentam os primeiros sofrimentos do amor enquanto vivenciam seus últimos momentos de infância. Continuar lendo

18 Ago. 2017: “Mato Eles” de Sergio Bianchi – Conversas sobre o Cinema Brasileiro

O encontro deste mês do Conversas sobre o Cinema Brasileiro tem exibição e debate dos curtas-metragens Xetá, de Fernando Severo e Mato Eles?, de Sergio Bianchi. O Conversas é um projeto-cineclube organizado pelo EDUCINE – Laboratório de Cinema e Educação, que pertence à Universidade Estadual do Paraná – UNESPAR. Após as exibições, o debate contará com Fernando Severo, diretor do primeiro filme.

SinopsesXetá. Durante o desordenado processo de colonização do noroeste do Paraná, nas décadas de 1940 e 1950, foi avistada uma população indígena que até então havia tido pouquíssimo contato com o homem branco. Logo o povo Xetá foi expulso de suas terras, vitimado por ações de extermínio e os poucos sobreviventes foram dispersos para outros locais. A quase extinção dos Xetá acabou contribuindo para provocar um desastre ecológico irreversível na região. Mato Eles. O extermínio velado dos últimos índios da Reserva de Mangueirinha, no sudeste do Paraná, com a aprovação daqueles que supostamente os protegeriam. Com uma ironia cortante, as questões se desenvolvem como numa estrutura de teste de múltipla escolha. Continuar lendo

14 Ago. 2017: “Caro Diário” de Nanni Moretti – Cine FAP

O Cine FAP exibe e debate Caro Diário, de Nanni Moretti.

Sinopse: O filme retrata aventuras e emoções de Nanni Moretti. Ele percorre as ruas de Roma, descobrindo fachadas, indo ao cinema, visitando o lugar onde Pasolini foi assassinado. Descobre um cenário de ilhas paradisíacas que transfigura-se em espaço de “infernal” humor. Este misto de aventura e documentário autobiográfico registra tudo o que acontece de interessante nessas excursões, incluindo a peregrinação de médico em médico para tratar de uma doença. Continuar lendo

31 Jul. 2017: “Jovens, Loucos e Mais Rebeldes” de Richard Linklater – Cine FAP

O Cine FAP exibe e debate Jovens, Loucos e Mais Rebeldes, de Richard Linklater.

Sinopse: 1980. Jake acaba de chegar à universidade, e logo consegue uma vaga na equipe local de beisebol. Passa a morar na casa que serve de alojamento para o time. Lá ele faz vários novos amigos, entre novatos e veteranos, que o ajudam a se enturmar neste ambiente repleto de diversão, experiências e camaradagem. Continuar lendo

24 Jul. 2017: “O Estranho Que Nós Amamos” de Don Siegel – Cine FAP

O Cine FAP exibe e debate O Estranho Que Nós Amamos, de Don Siegel.

Sinopse: Durante a Guerra Civil Americana, John McBurney, um militar da União ferido, busca abrigo num internato feminino confederado. A diretora e as internas o acolhem, mas passam a viver um grande tormento existencial. Elas temem o possível ataque de um inimigo em potencial e retaliações por ajudar um ianque, além de se verem à beira da tentação pelo contato com um homem num cenário de profundo isolamento e repressão sexual. Continuar lendo

17 Jul. 2017: “O Medo Do Medo” de Rainer Werner Fassbinder – Cine FAP

O Cine FAP exibe e debate O Medo Do Medo, de Rainer Werner Fassbinder.

Sinopse: Margot, uma dona de casa de classe média, teme estar enlouquecendo depois de ter o segundo filho. Kurt, o marido, sempre ocupado estudando para um exame, não entende a situação dela. Já a sogra e a cunhada, são abertamente hostis com Margot. Então ela se refugia no valium e no álcool, e em vão procura por compaixão. Nessa produção da TV Alemã, Fassbinder retoma o tema que o consagrou: a deterioração de um indivíduo e da sociedade da qual ele faz parte, retratando com maestria uma descida de uma espiral em direção à loucura. Continuar lendo

10 Jul. 2017: “Audazes E Malditos” de John Ford – Cine FAP

O Cine FAP exibe e debate Audazes E Malditos, de John Ford.

Sinopse: Um soldado negro, membro de uma divisão da Cavalaria que combate índios apaches, é injustamente acusado do assassinato de um comandante e do atentado contra o pudor da filha do mesmo. Certo de que não terá direito a um julgamento justo, decide fugir. Um tenente acaba capturando o soldado, mas, convencido da inocência, resolve defendê-lo no julgamento. Continuar lendo

07 Jul. 2017: “Nós Que Aqui Estamos, Por Vós Esperamos” de Marcelo Masagão – Conversas sobre o Cinema Brasileiro

O encontro deste mês do Conversas sobre o Cinema Brasileiro tem exibição e debate de Nós Que Aqui Estamos, Por Vós Esperamos, de Marcelo Masagão. O Conversas é um projeto-cineclube organizado pelo EDUCINE – Laboratório de Cinema e Educação, que pertence à Universidade Estadual do Paraná – UNESPAR.

Sinopse: “Nós que aqui Estamos, por vós Esperamos” é uma frase que o diretor Marcelo Masagão encontrou na entrada de um cemitério de São Paulo, e com ela batizou o filme. Tendo o Século 20 como emblema e personagem, o documentário traz ao espectador uma diversidade de imagens de arquivos, extratos de documentários e de algumas obras clássicas do cinema, através de uma retrospectiva das principais mudanças que marcaram o século. No filme perpassam personagens diversos, tanto famosos quanto anônimos, com as diferentes histórias dos mesmo. Sendo o Século 20 um século controverso de avanços científicos e sociais, mas permeado por uma violência jamais vista antes, em especial na forma das guerras mundiais, o filme é construído pela dualidade arte e guerra, sonho e realidade, vida e morte. Continuar lendo

26 Jun. 2017: “Os Eternos Desconhecidos” de Mario Monicelli – Cine FAP

O Cine FAP exibe e debate Os Eternos Desconhecidos, de Mario Monicelli.

Sinopse: Sátira aos filmes de assalto que acompanha as peripécias de Peppe, um ex-boxeador que está cansado de viver de pequenos golpes e resolve fazer o “assalto perfeito”. A quadrilha dele é formada por um fotógrafo sem câmara, um ladrão aposentado, um ex-jóquei e um siciliano. O plano é encarado como perfeito, mas será que tem como dar certo? Continuar lendo

19 Jun. 2017: “Síndrome Mortal” de Dario Argento – Cine FAP

O Cine FAP exibe e debate Síndrome Mortal, de Dario Argento.

Sinopse: A policial Anna Manni está tentando capturar um estuprador e assassino. Ela sofre da Síndrome de Stendhal, doença psicossomática que a faz sofrer vertigens e alucinações quando ela é exposta à visão de obras de arte de extraordinário valor estético. Isso vai trazer complicações quando ela chegar ao Museu Uffizi seguindo pistas do criminoso. Continuar lendo

09 Jun. 2017: “À Margem Da Imagem” de Evaldo Mocarzel – Conversas sobre o Cinema Brasileiro

O encontro deste mês do Conversas sobre o Cinema Brasileiro tem exibição e debate de À Margem Da Imagem, de Evaldo Mocarzel. Após a exibição, o diretor estará presente para o bate-papo sobre o filme. O Conversas é um projeto-cineclube organizado pelo EDUCINE – Laboratório de Cinema e Educação, que pertence à Universidade Estadual do Paraná – UNESPAR.

Sinopse: À Margem Da Imagem é um longa-metragem de documentário, primeira parte da série de quatro filmes chamada “À Margem De São Paulo”. O filme focaliza rotinas de sobrevivência, estilo de vida e cultura dos moradores de rua do município de São Paulo. Pesquisa da Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) revelava a existência de cerca de 9 mil pessoas vivendo nas ruas de São Paulo na época das filmagens. O documentário mostra o cotidiano dessas comunidades, que vivem em diversas áreas da cidade, mas principalmente na região central. O filme registra temas como exclusão social, desemprego, alcoolismo, loucura, religiosidade, espaços públicos contemporâneos, degradação urbana, identidade, alteridade, cidadania e, como sugere o próprio título, o rapto da imagem dessas comunidades, promovendo assim a discussão ética dos processos de estetização da miséria. Continuar lendo

05 Jun. 2017: “Férias Frustradas De Verão” de Greg Mottola – Cine FAP

O Cine FAP exibe e debate Férias Frustradas De Verão, de Greg Mottola.

Sinopse: James Brennan acaba de se formar na faculdade e está se preparando para tomar cerveja alemã, visitar famosos museus ou flertar com charmosas francesinhas nas tão sonhadas férias pela Europa. Mas, os pais reservam a ele uma desagradável surpresa e, ao invés de arrumar as malas, ele terá que arrumar um emprego… E assim, entre várias tentativas em descolar um trabalho, ele se prepara para passar as férias de verão dando duro num parque de diversão, ao lado de crianças barulhentas e pais não menos briguentos. Mas, como a vida traz muitas surpresas, sua bela colega de trabalho começa a dar bola e ele percebe que nem tudo está perdido. “Assim como em ‘Superbad’, Mottola evita soluções fáceis e foge dos estereótipos – seu filme é povoado por pessoas reais, não apenas personagens. Mais inteligente e profundo que o cinema adolescente norte-americano costuma ser.” (Silvio Pilau) Continuar lendo

29 Mai. 2017: “Brasilianas” de Humberto Mauro – Cine FAP

O Cine FAP exibe e debate Brasilianas, de Humberto Mauro.

Sinopse: Série de curtas-metragens sobre canções populares dirigidas por Humberto Mauro entre 1945 e 1964, no Instituto Nacional de Cinema Educativo (INCE). Série Brasilianas n.1, 1945: Canções Populares – Chuá Chuá e Casinha Pequenina. Aspectos da natureza inspirados nas canções populares. Série Brasilianas n.2, 1948: Canções Populares – Azulão e O Pinhal. Interpretação cinematográfica das canções populares “Azulão” e “O Pinhal”. Série Brasilianas n.3, 1954: Aboio e Cantigas. O canto utilizado pelo vaqueiro para reunir a boiada. Série Brasilianas n.4, 1955Engenhos e Usinas: Música Folclórica Brasileira. O abandono dos primitivos engenhos, superados pela tecnologia das modernas usinas. Série Brasilianas n.5, 1955: Cantos De Trabalho – Música Folclórica Brasileira. O ritmo de músicas inspiradas nas atividades do trabalho: apresentação dos cantos do pilão, do barqueiro e da pedra. Série Brasilianas n.6, 1956Manhã Na Roça: Carro De Bois. O carro de boi ainda faz parte das paisagens do sertão brasileiro, misturando utilidade e poesia. Série Brasilianas n.7, 1956: Meus Oito Anos – Canto Escolar. Interpretação cinematográfica do poema homônimo de Casimiro de AbreuA Velha A Fiar (1964). Uma espécie de videoclipe com a música popular homônima, na versão do grupo musical Trio Irakitan. Continuar lendo

22 Mai. 2017: “Ensina-me a Viver” de Hal Ashby – Cine FAP

O Cine FAP exibe e debate Ensina-me A Viver, de Hal Ashby.

Sinopse: Harold, rapaz de 20 anos com obsessão pela morte, passa o tempo indo a funerais e simulando suicídios. Certo dia conhece Maude, uma senhora de 79 anos apaixonada pela vida. Eles passam muito tempo juntos, e durante a intensa convivência, Maude apresenta a beleza da existência ao rapaz. Continuar lendo