28 Nov. a 03. Dez. 2017: Cine Tornado Festival 2017 – Fundação Cultural de Curitiba

A Cinemateca de Curitiba recebe a edição de 2017 do Cine Tornado Festival. A produção é de Curitiba e São Paulo, com curadoria da antropóloga e cineasta Eveline Stella de Araujo e do artista e cineasta Roderick Steel.

Confira o texto oficial de apresentação do Festival:

Em uma macro sociedade do espetáculo, saber compor curadorias que aproximem expressões locais e expressões globais é uma arte que estimula o diálogo entre as artes indie e mainstream. O Cine Tornado Festival permite esse deslocar dos filmes de seu local de produção para gerar conhecimento e redes de relação que fomentam o Cinema, pelo caráter nacional e internacional que o caracteriza. Um festival de filmes feito no e do Brasil para o mundo, com parcerias e ideais de renovação do cinema, contando com diretores nacionais e internacionais. A programação atende a três eixos básicos:

1) exibição de acervos de digitalização (parceria com os centros de memória, tais como, cinematecas ou memoriais nacionais e internacionais), estimulando a divulgação de filmes restaurados e digitalizados, contando assim um pouco da história do cinema por meio dos próprios filmes;

2) difusão de produções cinematográficas decorrentes de pesquisas científicas como etnoficção, documentários e filmes experimentais e artísticos (parceria com os centros de pesquisa como Laboratório de Imagem e Som da Antropologia da USP e outros laboratórios nacionais, ou como o Centro em Rede de Investigação em Antropologia – CRIA em Portugal, entre outros);

3) abertura de espaço às novas gerações de cineastas, incentivo ao cine-escola, oficinas de cinema e jovens realizadores independentes. Continuar lendo

Anúncios

22 a 26 Nov. 2017: 10º Festival de Cinema da Lapa – Instituto Histórico e Cultural da Lapa

Instituto Histórico e Cultural da Lapa, em parceria com o Instituto Borges da Silveira, realiza a décima edição do Festival de Cinema da Lapa.

As marcas principais do festival são a predominância do recorte popular, em vez do “cinema cabeça” próprio da cinefilia que é majoritário na maioria dos festivais; a variedade de gêneros e formatos, contemplando até mesmo filmes gravados em dispositivos móveis e programação para o público infantil; forte apoio ao cinema local da Lapa e paranaense; e exibições também em local público e semi-aberto (tenda), constituindo forte caráter agregador.

Já faz alguns anos que o Festival de Cinema da Lapa está entre os mais importantes no estado do Paraná, e tem a importância de levar o cinema para fora dos grandes centros e mobilização de público e produtores.

Confira um resumo do release oficial do Festival:

Entre os dias 22 e 26 de novembro, acontece a 10ª edição do tradicional Festival de Cinema da Lapa, no histórico município da Lapa, Paraná, realizado pelo Instituto Histórico e Cultural da Lapa, em parceria com o Instituto Borges da Silveira, contando com uma diversa gama de apoiadores.

Durante a programação oficial, serão exibidos gratuitamente 34 filmes, além da realização de oficinas, palestras e bate-papos, em dois espaços selecionados especialmente para o festival: uma enorme tenda instalada na Alameda David Carneiro e o histórico Theatro São João. Continuar lendo

09 a 19 Nov. 2017: FICBIC 2017 – Festival de Cinema da Bienal Internacional de Curitiba – Ministério da Cultura

O Ministério da Cultura realiza mais uma edição do maior festival de cinema das terras curitibanas, o FICBIC, um dos eixos estruturantes da Bienal Internacional de Curitiba. Neste ano, são 11 dias de programação e 100 filmes, entre curtas e longas-metragens nacionais e estrangeiros.

São 4 os espaços que receberão o FICBIC: Cine Guarani, Cinemateca de Curitiba, Espaço Itaú de Cinema e SESC Paço da Liberdade. Os filmes estão divididos nas mostras Filme de AberturaCircuito Brasileiro, Circuito Clássico, Curto CircuitoCircuito Universitário, Circuito Australiano, Circuito Chinês, Circuito Espanhol, Circuito Israelense, Circuito Norueguês e Diretor Homenageado (Jacques Demy). Continuar lendo

31 Out. a 04 Nov. 2017: Festival Colors: Cinema + Diversidade – Gesto de Cinema

A produtora audiovisual Gesto de Cinema e a produtora cultural Processo Multiartes realizam o Festival Colors: Cinema + Diversidade.

Cada vez mais, a arte audiovisual, em especial o cinema, é instrumento de sensibilização, de luta e resistência da comunidade de pessoas que não se encaixam no marco heteronormativo considerado como “padrão” e “normal” na sociedade. A divulgação da temática da diversidade afetiva, sexual e de gênero não é apenas uma “bandeira cultural”, mas constitui uma verdadeira luta por dignidade, e infelizmente, também de sobrevivência: o direito de viver, de não ser morto, seja física ou espiritualmente. O problema é permanente, mas vem sendo agravado numa conjuntura do país na qual percebemos a história dando passo atrás, como o notório processo de retorno à legalidade da chamada “cura gay” na área da Psicologia. A intolerância e o ódio pelo diferente tem se intensificado. Indivíduos e grupos sociais cada vez mais querendo ditar o que pode e o que não pode e como as pessoas devem ser. Nesse contexto, o Festival Colors: Cinema + Diversidade, vem num momento crucial de necessidade de intensificação dos projetos de sensibilização, de luta e resistência.

Confira a apresentação-manifesto oficial do Festival:

Colors é Cinema + Diversidade. Ou, talvez, melhor ainda seria dizer: cinemas diversos + diversidades nos cinemas. Colors é um festival político, com filmes políticos, corpos políticos, vivências políticas. Colors são as diferenças e as singularidades em encontro: somando. + Gêneros, + sexualidades. Queremos pluralidade! Porque Colors são resistências em intersecção. Queremos um festival de cinema que seja vivo! Que se constitua nas e das experiências que pulsam em nossos corpos, em nossos afetos, em nossos desejos, na nossa insubmissão. Que grite serem, apesar de “nossos”, esses corpos, esses afetos e esses desejos também diferentes entre si, múltiplos. Porque não nos unificamos, mas, assim mesmo, colocamo-nos junt+s. Colors é um festival de cinema mas é, também, um manifesto em construção. E esse movimento tem sua primeira edição do dia 31 de outubro a 4 de novembro de 2017 em Curitiba, Paraná, Brasil. Let’s Colors! Continuar lendo

27, 28 e 29 Out. 2017: FIDÉ Brasil 2017 – Cinemateca de Curitiba

A quarta edição brasileira do Festival Internacional do Documentário Estudantil – FIDÉ ocorre este mês em Curitiba. O evento é uma realização da organização Les Impatientes e a produtora cultural Motim Comunicação e Arte, contando com a parceria da Cinemateca de Curitiba e Fundação Cultural de Curitiba.

Abaixo o texto oficial de apresentação da Mostra:

Em um mundo cada vez mais complexo, em que as velhas verdades já não servem e as novas, tampouco: precisamos ver mais documentários. Em um tempo em que as pessoas ainda relutam em aceitar as diferenças: precisamos ver mais documentários. Em um país polarizado, onde opiniões e certezas se radicalizam e a intolerância ao outro é crescente: precisamos ver mais documentários.

Precisamos ver mais documentários porque o filme documental é um exercício enorme de empatia. A experiência humana é ampla, diversa e assim deve ser respeitada, mesmo quando não compreendida de todo. Longe de grandes verdade e certezas, um documentário é uma janela escancarada para a alteridade. Continuar lendo

17 a 21 Out. 2017: 3º Petit Pavé – Festival de Cinema Independente de Curitiba

Nas duas primeiras edições, a Petit Pavé ocorreu como mostra de cinema de curtas-metragens. Este ano chegando à 3ª edição, a Petit Pavé tornou-se um festival, com mostras competitivas que pretendem eleger os melhores curtas-metragens em 8 categorias: Melhor Filme; Melhor Roteiro; Melhor Direção; Melhor Atuação (Ator ou Atriz); Melhor Direção de Fotografia; Melhor Direção de Arte; Melhor Montagem e Edição; e Melhor Desenho de Som.

A programação é composta de 28 curtas-metragens de ficção, documentário, animação e experimental, todos brasileiros.

Confira a programação completa CLICANDO AQUI.

O evento é uma realização da Lak Produções e Polaris. Continuar lendo

05 a 08 Out. 2017: 13º Curta 8 – Festival Internacional de Cinema Super 8 de Curitiba – Caixa Cultural de Curitiba

O Curta 8 – Festival Internacional de Cinema Super 8 de Curitiba chega a sua 13ª Edição, reunindo filmes e vídeos experimentais em formato 8 mm, o famoso Super 8. Trata-se de um dos mais interessantes, e com certeza o mais peculiar, festival de cinema que ocorre no estado do Paraná, e porque não dizer, no Brasil. Além de trazer ao público filmes nesse formato tão querido do público amante de cinema, o Curta 8 concilia como poucos outros festivais conseguem a produção cinematográfica e oficinas de audiovisual com exibições de obras já existentes, cultivando esse formato cativante que é o Super 8, demonstrando a pertinência de fazer o formato sobreviver vai muito além do simples saudosismo.

Confira o texto oficial de apresentação do 13º Curta 8:

A CAIXA Cultural Curitiba apresenta, de 05 a 08 de outubro de 2017, a décima terceira edição do Festival Internacional de Cinema em Super 8 — o “Curta 8”. Este ano a programação do evento conta com a exibição de 74 filmes vindos de 8 países, e três mostras paralelas que vão das fronteiras estaduais para as nacionais e sul-americanas – do Paraná ao Brasil e à Argentina -, explorando trabalhos em Super 8 que transitam entre a animação, o documentário e o cinema experimental. Todas as sessões têm entrada gratuita.

O Curta 8 traz, também, uma mostra especial com dois superclipes realizados por cineastas da cidade e com performances musicais ao vivo de artistas locais. Tudo isto, mais o aguardado “Dia do Filme Caseiro” (Home Movie Day), onde o público pode trazer seus rolinhos de casa para serem projetados em sessão especial comentada. O festival promove, ainda, o lançamento do livro “Super 8 no Brasil: Um Sonho de Cinema”, de Antônio Leão Neto, que já participou do Festival na condição de jurado.

Homenagem a Hugo Mengarelli

Outro destaque deste ano está na abertura do Festival, que exibe os filmes “O Mágico” e “O Besouro”, de Hugo Mengarelli. Argentino radicado em Curitiba, há décadas ele vem contribuindo para a formação de artistas locais, inspirando-os com sua paixão incondicional pela sétima arte e pelo teatro. Por sua trajetória na história do superoitismo paranaense, Mengarelli receberá o Troféu Leandro Bossy Schip, criado ano passado como lembrança e homenagem à memória do idealizador do Curta 8, que nos deixou repentinamente em 2016. Entregue pela primeira vez à família de Leandro, o troféu “Super Schip”, a partir deste ano, destina-se a homenagear figuras marcantes do cinema Super 8. Continuar lendo

11 Set. 2017: Curtas-Metragens de Charles Chaplin – Cine Clube CCB

O Cine Clube CCB continua o Festival Charlie Chaplin com os curtas-metragens Campeão De Boxe, Seu Novo Emprego e O Teatro. O tempo total da programação é de 92 minutos.

Sinopses: Campeão De Boxe. Passeando com o buldogue dele, o personagem toma contato com um centro de treinamento de boxe, e é tentado a fazer uma luta-teste. Ele vence, e o treinador resolve prepará-lo para disputar o título de campeão mundial. Seu Novo Emprego. O personagem tenta conseguir uma participação num filme. Depois de causar transtornos para a equipe, ele é incumbido de ajudar o carpinteiro. Quando um dos atores dá o cano, finalmente surge a chance que ele tanto esperava em atuar. O Teatro. O Sr. Pest experimenta diversos assentos num teatro, e fica irritado por não achar um lugar adequado para assistir sossegadamente ao espetáculo. Por essa razão, ele acaba arrumando confusão com a platéia, com o condutor da orquestra e com todo o mundo, até mesmo com um sujeito bêbado chamado Sr. Rowdy, que joga uma garrafa na cabeça dele. O tempo total da programação é de 92 minutos. Continuar lendo

04 Set. 2017: Curtas-Metragens de Charles Chaplin – Cine Clube CCB

O Cine Clube CCB continua o Festival Charlie Chaplin com os curtas-metragens Rua Da Paz, Uma Hora Da Madrugada (Carlitos Boêmio) e Carlitos À Beira-Mar. O tempo total da programação é de 68 minutos.

Sinopses: Rua Da Paz. Carlitos é um policial que tem o mais difícil patrulhamento: a Rua da Paz. Determinado a se casar com Edna, fará tudo para transformar o lugar em algo mais parecido com o nome Paz. Uma Hora Da Madrugada (Carlitos Boêmio). Um homem rico passa por dificuldades para se locomover em sua casa depois de chegar bêbado e tarde da noite. Charles Chaplin demonstra prodigiosa habilidade física contracenando apenas com objetos. Carlitos À Beira-Mar. O Vagabundo arruma confusão na praia com os maridos das mulheres as quais ele dá atenção. O tempo total da programação é de 68 minutos. Continuar lendo

28 Ago. 2017: Curtas-Metragens de Charles Chaplin – Cine Clube CCB

O Cine Clube CCB continua o Festival Charlie Chaplin com os curtas-metragens Carlitos Dentista, Os Ociosos (Os Clássicos Vadios) e Carlitos Patinador. O tempo total da programação é de 80 minutos.

Sinopse: No curta-metragem “Carlitos Dentista”, o personagem causa estragos no consultório de um pobre dentista. Em “Os Ociosos”, o personagem desempenha de uma forma maravilhosa e perfeita a interpretação do Rei Dos Ociosos. Em “O Patinador”, Carlitos, que já apronta as mais extravagantes trapalhadas a pé, causa confusões inimagináveis sobre as rodas dos patins. O tempo total da programação é de 80 minutos. Continuar lendo

23 a 25 Ago. 2017: Mostra de Animação Francesa – SESC Paço da Liberdade

O SESC Paço da Liberdade realiza a Mostra de Animação Francesa. Toda a programação é exibida no áudio original em francês com legendas em português.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

24 de Agosto, quinta-feira as 15h00. Mia Et Le Migou, de Jacques-Rémy Girerd (2008, 92 min). Classificação Etária: Livre. Mia tem dez anos e mora numa vila pobre na América do Sul. O pai, Pedro, teve de deixá-la para trabalhar na construção de um luxuoso hotel em meio da floresta amazônica. Mas, forças ocultas da natureza reagem contra o projeto, e Pedro fica preso num túnel subterrâneo. Mia tem uma premonição, e decide partir em uma longa e perigosa jornada para salvar o pai. Para isso, deve atravessar uma floresta amaldiçoada, povoada por diversos seres misteriosos. Enquanto passeia por esse mundo mágico, a menina se depara com as forças da natureza e descobre uma árvore extraordinária.

24 de Agosto, quinta-feira as 19h00. Aya De Yopougon, de Marguerite Abouet e Clément Oubrerie (2013, 90 min). Classificação Etária: Livre. Aya e duas amigas, Adjoua e Bintou, vivem no bairro popular de Yopougon, em Abidjan, na Costa do Marfim. As moças têm 19 anos, idade caracterizada pela liberdade. Enquanto Adjoua e Bintou preferem aproveitar essa virtude saindo à noite e procurando marido, Aya tem a ambição de ser médica. Continuar lendo

12 a 16 Jul. 2017: Mostra Cinema Mexicano Contemporâneo – Caixa Cultural

A produtora Luzes da Cidade, com o apoio da CAIXA Cultural Curitiba, realiza a Mostra Cinema Mexicano Contemporâneo.

A Mostra traz a público uma seleção de filmes inéditos no circuito comercial brasileiro. A programação reúne 16 produções de diferentes gêneros, além de debates acerca dos cinema mexicano, dos filmes da programação e dos temas que os envolvem.

Na abertura, quarta-feira (12), quando será exibido Te Prometo Anarquia as 18h30, o diretor Julio Hernández Cordón estará presente e poderá conversar com o público. O cineasta também compõe a mesa de debate “Cinema Mexicano Contemporâneo e aproximações com a América Latina”, marcado para sexta-feira (14/07), as 19h30, com mediação do curador Mateus Nagime. A mesa ainda terá a presença de Rafael Urban (cineasta e pesquisador) e Solange Stecz (pesquisadora).

Entre títulos já reconhecidos pela crítica internacional e produções até então restritas ao território mexicano, a mostra apresenta ao público um recorte atual e representativo da produção cinematográfica do país. Além da reflexão sobre o que é peculiar ao México, os filmes trazem questões contemporâneas universais, como família, gênero, ambientalismo, drogas, violência, entre outros temas emergentes. Continuar lendo

10 Jul. 2017: “Dia De Pagamento” e Outros Curtas-Metragens de Charles Chaplin – Cine Clube CCB

O Cine Clube CCB do Centro Cultural do Boqueirão continua o Festival Charlie Chaplin com o conjunto de curtas-metragens Dia De Pagamento, Laços De Liberdade, Um Ilídio Campestre, Um Dia de Prazer e Os Ociosos (Os Clássicos Vadios).

Sinopse: No trabalho, no campo, no lazer ou no amor, Carlitos sempre vive dificuldades, e os percalços provocam muitas gargalhadas. “Dia De Pagamento”, “Laços de Liberdade”, “Um Ilídio Campestre”, “Um Dia de Prazer” e “Os Ociosos”, curtas dirigidos por Charles Chaplin entre 1918 e 1922, mostram o personagem às voltas com um padrão malvado, o mar agitado, os ricos entediados e uma esposa mal-humorada. As diversas situações comprovam a versatilidade de Chaplin, que, além de fazer rir, sabe provocar emoções, ao mesmo tempo em que faz a crítica aos problemas da sociedade. Continuar lendo

03 Jul. 2017: “O Vagabundo” de Charles Chaplin – Cine Clube CCB

O Cine Clube CCB do Centro Cultural do Boqueirão continua o Festival Charlie Chaplin com o conjunto de curtas-metragens O Vagabundo, Uma Hora da Madrugada (Carlitos Boêmio) e O Conde.

7tjaxt67ubvi0rinvx1wnnj5m8v

Sinopse: Os curtas reunidos no volume marcam a transição de Chaplin para a companhia Mutual, em 1916, onde ele vive uma fase de liberdade criativa que se reflete no resultado dos filmes. “O Vagabundo” aprofunda as características sociais de Carlitos e ainda agrega à trama um elemento sentimental.  Em “Uma Hora da Madrugada”, também conhecido no Brasil como “Carlitos Boêmio”, Chaplin demonstra prodigiosa habilidade física contracenando apenas com objetos. Na comédia maluca “O Conde”, o ator-diretor expressa sua capacidade de reinvenção mesmo quando se trata de um exercício de rotinas cômicas. Continuar lendo