19 Jul. 2018: “Campo Grande” de Sandra Kogut – CineSESC Quinta

O CineSESC Quinta prossegue o Ciclo Dramas Brasileiros com exibição de Campo Grande, de Sandra Kogut.

Sinopse: Certa manhã, duas crianças são deixadas em frente à portaria de um prédio em Ipanema, sem nenhuma explicação, a não ser um pedaço de papel com o nome e endereço de Regina, moradora de um dos apartamentos. Em nenhum momento as crianças duvidam que a mãe voltará para buscá-las. Mas, será que ela vai mesmo? A chegada das crianças ao mundo de Regina transformará profundamente as vidas delas.​ Continuar lendo

Anúncios

12 Jul. 2018: “Corações Sujos” de Vicente Amorim – CineSESC Quinta

O CineSESC Quinta dá continuidade ao Ciclo Dramas Brasileiros com exibição de Corações Sujos, de Vicente Amorim.

Sinopse: O tratado de rendição assinado pelo imperador japonês Hirohito ao general americano Douglas MacArthur marcou o fim da Segunda Guerra Mundial. Entretanto, no Brasil o anúncio não marcou o fim do período de violência. Os imigrantes japoneses que viviam no interior do estado de São Paulo, formando a maior colônia japonesa fora do Japão, se dividiram em dois grupos. Os que acreditavam na notícia eram chamados de traidores da pátria, apelidados de “corações sujos”, e perseguidos por aqueles que endeusavam o imperador e ainda acreditavam na vitória do Japão. É neste contexto que vive Takahashi, dono de uma pequena loja de fotografia e casado com Miyuki, uma professora de ensino infantil. Incitado pelo coronel Watanabe, Takahashi se torna o vingador daqueles que pregam a supremacia japonesa e passa a atacar todos aqueles que acreditam que o país foi derrotado na guerra. Continuar lendo

07 Jul. 2018: “Nuvens De Verão” de Mikio Naruse – Cineclube do Atalante

O Cineclube do Atalante exibe e debate Nuvens De Verão, de Mikio Naruse.

Sinopse: Yae, que perdeu o marido na guerra, administra uma pequena fazenda com a sogra, enquanto cria o único filho, Tadashi. Em certa ocasião, o repórter Okawa a entrevista sobre as recentes reformas agrícolas, e os dois acabam tornando-se amigos. O pós-guerra e os traumas do período foram uma constante na obra de Naruse a partir do início da década de 1950. Nuvens De Verão (Iwashigumo), um dos mais célebres filmes do cineasta, é uma sucessão de pequenas histórias vividas por uma família de camponeses no pós-guerra. Ligando-as uma às outras e assim dando unidade ao filme, está a personagem da jovem viúva Yae, dividida entre manter a independência e a necessidade de voltar a casar. Continuar lendo

30 Jun. 2018: “Pais E Filhos” de Hirokazu Koreeda – Sessão de Sábado

O Sessão de Sábado termina o Ciclo Cinema Oriental com Pais E Filhos, de Hirokazu Koreeda.

Sinopse: Duas famílias, de lugares, costumes e situação econômica muito diferentes, descobrem que os filhos foram trocados na maternidade quando nasceram. O pai da família mais rica decide que os garotos devem ser trocados. Mas, filho não é quem se cria? Os dilemas dos casais acentuam desde os primeiros instantes dos filhos biológicos em suas casas. Ao mesmo tempo, as crianças ficam confusas com uma situação que pouco entendem e sofrem dificuldade de adaptação, fora o sentimento de abandono. Os dois casais vão aos poucos compreendendo que a melhor solução para a complexa situação exige boa vontade e rompimento das convenções. Continuar lendo

16 Jun. 2018: “O Segredo Das Águas” de Naomi Kawase – Sessão de Sábado

O Sessão de Sábado dá continuidade ao Ciclo Cinema Oriental com O Segredo Das Águas, de Naomi Kawase.

Sinopse: Na ilha japonesa de Amami-Oshima, as tradições envolvendo a natureza são eternas. Durante uma noite de danças tradicionais em agosto, o adolescente Kaito descobre um cadáver flutuando no mar. A namorada Kyoko tenta ajudá-lo a compreender a misteriosa descoberta. Juntos, Kaito e Kyoko aprenderão o que é se tornar um adulto, experimentando as delicadas relações entre vida, morte e amor. Continuar lendo

02 Jun. 2018: “Nossa Irmã Mais Nova” de Hirokazu Koreeda – Sessão de Sábado

O Sessão de Sábado inicia o Ciclo Cinema Oriental com Nossa Irmã Mais Nova, de Hirokazu Koreeda.

Sinopse: Três irmãs – Sachi, Yoshino e Chika – vivem juntas em uma grande casa na cidade de Kamakura. Quando o pai morre – que era divorciado e já não vivia com as filhas – as irmãs viajam para o interior para o funeral, e conhecem Suzu, a tímida meia-irmã adolescente. Após criar laços rapidamente com a órfã, pois a mãe dela também já morreu, elas convidam-na para viver em Kamakura. Se as irmãs não a convidassem, teria de viver com a terceira esposa do pai, com quem não se dá bem. Suzu concorda ansiosamente, sem nem mesmo hesitar. Agora, a vida das quatro irmãs passará por dificuldades com as mudanças, mas com um caminho também repleto de alegrias. Continuar lendo

29 Maio 2018: “13 Assassinos” de Takashi Miike – Cineclube Sesi São José dos Pinhais

O Cineclube Sesi São José dos Pinhais finaliza o Ciclo Takashi Miike com exibição e debate de 13 Assassinos.

Confira o release oficial sobre o Ciclo: “Tem de tudo nos mais de 100 filmes dirigidos pelo japonês Takashi Miike. Desde adaptações de jogos e animes populares, até filmes voltados apenas para crianças. Mas, o que interessa no Ciclo são os títulos que renderam ao diretor o apelido, um tanto “americanocêntrico”, de Tarantino Japonês. Ou seja, os filmes de Miike repletos de violência e horror.”

Sinopse: A história, ambientada no Japão Feudal, é centrada num homem que estupra e assassina inocentes, sempre protegido pela lei, devido a ser um lorde. Para o impedir de continuar a praticar maldades, surge a força secreta de treze assassinos, cada um com uma habilidade singular, dispostos a embarcar em uma missão suicida para acabar com o mal. Refilmagem do clássico de mesmo nome de 1963, dirigido por Eiichi Kudô. Continuar lendo

Mudança de Filme: Cineclube Sesi São José dos Pinhais

O Cineclube Sesi São José dos Pinhais precisou mudar o filme do próximo encontro, devido a problemas técnicos. O cineclube dará continuidade ao Ciclo Takashi Miike com exibição e debate do filme Sukiyaki Western Django, no lugar de Tantei Monogatari (Detective Story), conforme havíamos divulgado anteriormente. 

Confira o release oficial sobre o Ciclo: “Tem de tudo nos mais de 100 filmes dirigidos pelo japonês Takashi Miike. Desde adaptações de jogos e animes populares, até filmes voltados apenas para crianças. Mas, o que interessa no Ciclo são os títulos que renderam ao diretor o apelido, um tanto “americanocêntrico”, de Tarantino Japonês. Ou seja, os filmes de Miike repletos de violência e horror.”

Sinopse: Vários anos após a Batalha de Donnoura, os clãs Genji e Heike se enfrentam novamente em uma pequena e pobre cidade nos arredores de uma montanha, famosa pela lenda de um tesouro enterrado. Yoshitsune comanda a gangue Genji em vestes brancas, enquanto Kiyomori lidera a gangue Heike em vestes vermelhas. Um solitário pistoleiro, marcado por cicatrizes emocionais e abençoado com uma incrível habilidade, chega à cidade. As expectativas colidem enquanto os principais participantes do duelo se perguntam a qual gangue o pistoleiro irá se juntar. Truques sujos, traição, desejo e romance se misturam à medida em que a situação irrompe em um confronto final. Continuar lendo

22 Maio 2018: “Sukiyaki Western Django” de Takashi Miike – Cineclube Sesi São José dos Pinhais

O Cineclube Sesi São José dos Pinhais continua o Ciclo Takashi Miike com exibição e debate de Sukiyaki Western Django.

Confira o release oficial sobre o Ciclo: “Tem de tudo nos mais de 100 filmes dirigidos pelo japonês Takashi Miike. Desde adaptações de jogos e animes populares, até filmes voltados apenas para crianças. Mas, o que interessa no Ciclo são os títulos que renderam ao diretor o apelido, um tanto “americanocêntrico”, de Tarantino Japonês. Ou seja, os filmes de Miike repletos de violência e horror.”

Sinopse: Vários anos após a Batalha de Donnoura, os clãs Genji e Heike se enfrentam novamente em uma pequena e pobre cidade nos arredores de uma montanha, famosa pela lenda de um tesouro enterrado. Yoshitsune comanda a gangue Genji em vestes brancas, enquanto Kiyomori lidera a gangue Heike em vestes vermelhas. Um solitário pistoleiro, marcado por cicatrizes emocionais e abençoado com uma incrível habilidade, chega à cidade. As expectativas colidem enquanto os principais participantes do duelo se perguntam a qual gangue o pistoleiro irá se juntar. Truques sujos, traição, desejo e romance se misturam à medida em que a situação irrompe em um confronto final. Continuar lendo

21 Maio 2018: “Omohide Poro Poro” de Isao Takahata – Cine FAP

O Cine FAP exibe e debate Omohide Poro Poro (Only Yesterday), de Isao Takahata.

Sinopse: Taeko tem 27 anos e trabalha num escritório de Tóquio. Um emprego típico da metrópole japonesa. Ela não pode ser considerada “velha”, mas já está numa idade que traz certa estranheza na sociedade, por ainda não ter se casado. Taeko tem férias próximas e acaba se convencendo a visitar os parentes que moram numa região rural do país, no qual cresceu. Uma pretensão que ela vem arrastando durante anos sem concretizar. Na viagem, a estrada física e o ambiente vão abrindo a ela os caminhos das memórias de criança. O filme vai cruzando os acontecimentos da viagem e da visita, com cenas de flashback e os mais profundos dilemas da personagem vindo à tona. A Taeko mulher é confrontada à Taeko menina: onde foi parar aquela pessoa, que teve seus momentos de tristeza, sim, mas era alegre e sonhadora? Cabe agora a Taeko ter a coragem de seguir os próprios instintos em busca da felicidade. Continuar lendo

15 Maio 2018: “Morrer Ou Viver” de Takashi Miike – Cineclube Sesi São José dos Pinhais

O Cineclube Sesi São José dos Pinhais continua o Ciclo Takashi Miike com exibição e debate de Morrer Ou Viver

Confira o release oficial sobre o Ciclo: “Tem de tudo nos mais de 100 filmes dirigidos pelo japonês Takashi Miike. Desde adaptações de jogos e animes populares, até filmes voltados apenas para crianças. Mas, o que interessa no Ciclo são os títulos que renderam ao diretor o apelido, um tanto “americanocêntrico”, de Tarantino Japonês. Ou seja, os filmes de Miike repletos de violência e horror.”

Sinopse: Ryuichi, um yakuza descendente de chineses, quer dominar o submundo do crime japonês com a ajuda do pequeno grupo dele. Planejam assassinar as lideranças das máfias chinesas e japonesas, além disso, estender a influência para Taiwan. O detetive Jojima têm as próprias rixas com a máfia e está em meio a toda a situação. A batalha entre um policial obstinado contra os chefes das máfias orientais. Continuar lendo

08 Maio 2018: “Audição” de Takashi Miike – Cineclube Sesi São José dos Pinhais

O Cineclube Sesi São José dos Pinhais abre o Ciclo Takashi Miike com exibição e debate de Audição. O filme também foi distribuído no Brasil com o título O Teste Decisivo.

Confira o release oficial sobre o Ciclo: “Tem de tudo nos mais de 100 filmes dirigidos pelo japonês Takashi Miike. Desde adaptações de jogos e animes populares, até filmes voltados apenas para crianças. Mas, o que interessa no Ciclo são os títulos que renderam ao diretor o apelido, um tanto “americanocêntrico”, de Tarantino Japonês. Ou seja, os filmes de Miike repletos de violência e horror.”

Sinopse: Sete anos após a morte da esposa, o executivo Aoyama decide que é hora de encontrar uma mulher para casar-se novamente. O amigo Yoshikawa, que trabalha com filmes, sugere a ideia de criar uma audição para a atriz principal de um filme inexistente, um estratagema para Aoyama escolher uma mulher para tentar o romance. Ao analisar os currículos, a atenção dele é capturada para Asami Yamazaki. Mas, Asami não é bem o que parece ser… Continuar lendo

25 Abr. 2018: “O Segredo Das Águas” de Naomi Kawase – PapoCine

O SESC da Esquina inaugura o projeto PapoCine com exibição e debate de O Segredo Das Águas, de Naomi Kawase. Após a exibição, o tema do debate foi intitulado O Segredo das Águas e o Mistério da Morte, fazendo parte do Ciclo Cinema e Contemporaneidade, que será desenvolvido ao longo de 2018.

A roda de conversa após a exibição do filme será mediada por Eduardo Tulio Baggio e Juslaine de Fátima Abreu-Nogueira, docentes da UNESPAR. Segundo o release oficial da sessão, [a roda de conversa] tem como foco alguns aspectos da arte cinematográfica, bem como questões relativas à morte e suas perspectivas. No filme, Naomi Kawase nos apresenta as descobertas de dois adolescentes diante dos mistérios da vida e da morte. De forma intimista, a cineasta nos coloca questões atuais sobre como nos relacionamos com o que é vivo e pulsante e com o que passa a ser morto e inerte”.

Conheça a apresentação oficial deste novo projeto de cinema do SESC da Esquina:

O PapoCine é uma parceria do Sesc da Esquina com o Cinecriare (Unespar/CNPq) – Grupo de Pesquisa Cinema: Criação e Reflexão, com o LICA – Laboratório de Investigações em Cinema e Audiovisual e com a UNESPAR – Universidade Estadual do Paraná. Importante frisar que a intenção dos encontros é abrir um espaço de troca, discussão e conhecimento cinematográfico de forma acessível, onde comunidade, professores, estudantes e amantes da sétima arte em geral possam papear sobre o cinema e suas vertentes, sem restrições!

Em maio, além da segunda sessão do PapoCine, o Prof. Eduardo Baggio também ministrará a Oficina Introdução à Linguagem Cinematográfica (fique de olho em nosso website para maiores informações).

Venham bater um papo na Sala Cine Sesc Esquina, todas as últimas quartas de cada mês, sempre as 19h00 e com entrada gratuita.

Sinopse: Na ilha japonesa de Amami-Oshima, as tradições envolvendo a natureza são eternas. Durante uma noite de danças tradicionais em agosto, o adolescente Kaito descobre um cadáver flutuando no mar. A namorada Kyoko tenta ajudá-lo a compreender a misteriosa descoberta. Juntos, Kaito e Kyoko aprenderão o que é se tornar um adulto, experimentando as delicadas relações entre vida, morte e amor. Continuar lendo

14 Abr. 2018: “Túmulo dos Vagalumes” de Isao Takahata – Cineclube Espoletta

O Cineclube Espoletta exibe e debate Túmulo dos Vagalumes, de Isao Takahata.

Sinopse: Japão. Um jovem e a irmãzinha mais nova ficam órfãos durante a II Guerra Mundial. A mãe morre após um bombardeio e o pai está desaparecido. Vão morar com um casal de parentes, mas, mal-vindos e maltratados pelos dois, fogem da casa. Acabam por se estabelecer próximo de um rio, numa espécie de caverna. Tempos difíceis, poucas pessoas têm condições ou se sensibilizam em ajudar as crianças abandonadas. Os irmãos tentam alegrar o dia a dia de medo da guerra e da morte e o sofrimento da fome com brincadeiras, vaga-lumes, estórias e sonhos. Até que a menina adoece. Roteiro baseado no livro homônimo de Akiyuki Nosaka, obra semi-autobiográfica. Continuar lendo