21 Out. 2017: “Vou Rifar Meu Coração” de Ana Rieper – Cineclube de Cinema Brasileiro

O Cineclube de Cinema Brasileiro exibe e debate Vou Rifar Meu Coração, de Ana Rieper.

Sinopse: Documentário que trata do imaginário brasileiro romântico, erótico e afetivo a partir da obra dos principais nomes da música popular romântica, também conhecida como “música brega”. Letras de músicas de artistas como Odair José, Agnaldo Timóteo, Waldick Soriano, Evaldo Braga, Nelson Ned, Amado Batista, Wando, dão a tônica do enredo. No filme, os temas das músicas se relacionam com histórias da vida amorosa de pessoas comuns, enfrentando o desafio de falar sobre a intimidade de pessoas reais, em situações reais. Continuar lendo

Anúncios

17 a 21 Out. 2017: 3º Petit Pavé – Festival de Cinema Independente de Curitiba

Nas duas primeiras edições, a Petit Pavé ocorreu como mostra de cinema de curtas-metragens. Este ano chegando à 3ª edição, a Petit Pavé tornou-se um festival, com mostras competitivas que pretendem eleger os melhores curtas-metragens em 8 categorias: Melhor Filme; Melhor Roteiro; Melhor Direção; Melhor Atuação (Ator ou Atriz); Melhor Direção de Fotografia; Melhor Direção de Arte; Melhor Montagem e Edição; e Melhor Desenho de Som.

A programação é composta de 28 curtas-metragens de ficção, documentário, animação e experimental, todos brasileiros.

Confira a programação completa CLICANDO AQUI.

O evento é uma realização da Lak Produções e Polaris. Continuar lendo

07 Out. 2017: “O Abismo Prateado” de Karim Aïnouz – Cineclube de Cinema Brasileiro

O Cineclube de Cinema Brasileiro exibe e debate O Abismo Prateado, de Karim Aïnouz.

Sinopse: Violeta é abandonada pelo marido, repentinamente. Quatorze anos juntos e um filho ainda criança. De despedida, apenas uma mensagem na caixa postal do celular. Da pouca coisa que o marido informa, diz que vai para Porto Alegre e que ela não vá atrás dele. Abalada, ela não sabe o que fazer. Acaba decidindo ir atrás do marido, mesmo ele tendo pedido que não o fosse. Assim, acompanhamos no filme as 24 horas seguintes da jornada da personagem. Filme inspirado na letra da música Olhos Nos Olhos, de Chico Buarque. Continuar lendo

30 Set. 2017: “O Desprezo” de Jean-Luc Godard – Cineclube Aliança Francesa

Reprise da programação deste mês do Cineclube Aliança Francesa, agora no Cine Guarani. Exibição e debate de O Desprezo, de Jean-Luc Godard.

Sinopse: Na Itália, o escritor Paul Javal é contratado por dez mil dólares pelo arrogante produtor americano Jeremy Pokosch, para reescrever o roteiro de uma versão comercial de Ulisses e sua Odisseia, que será dirigido por Fritz Lang. Paul pretende usar o dinheiro para encerrar os pagamentos do moderno apartamento onde vive com a esposa e ex-datilógrafa Camille Javal. Quando Jeremy convida Camilla e Paul para visitar a casa de campo dele, Paul encara isso como uma oportunidade de usar a esposa como isca. O desprezo de Camille começa quando ela passa a acreditar que o marido tentou vendê-la ao produtor, quando ele insiste para que a bela mulher fique sozinha com Jeremy. Uma série de mal-entendidos faz com que a relação do casal vá se fragmentando. Continuar lendo

23 Set. 2017: “Waiting For B.” de A. Spindel e P. C. Toledo – Cineclube de Cinema Brasileiro

O Cineclube de Cinema Brasileiro exibe e debate Waiting For B., de Abigail Spindel e Paulo Cesar Toledo.

Sinopse: Waiting for B. acompanha a jornada de super-fãs de Beyoncé que, sem condições de pagar pelos ingressos mais caros, acamparam por 2 meses para garantir lugar na primeira fila da plateia. No convívio da equipe do filme com a comunidade improvisada, vêm à tona muitos assuntos importantes como classe econômica, identidade negra, homofobia, feminismo e o que significa esse sacrifício em prol de um fenômeno midiático muito maior e mais poderoso que eles próprios. Waiting for B. é sobre os extremos do fanatismo. É o retrato de um grupo de adolescentes que acamparam por dois meses para garantirem seu lugar próximo da estrela internacional. Continuar lendo

15 Set. 2017: “Vou Rifar Meu Coração” de Ana Rieper – Conversas sobre o Cinema Brasileiro

O encontro deste mês do Conversas sobre o Cinema Brasileiro tem exibição e debate de Vou Rifar Meu Coração, de Ana Rieper. O Conversas é um projeto-cineclube organizado pelo EDUCINE – Laboratório de Cinema e Educação, que pertence à Universidade Estadual do Paraná – UNESPAR.

Sinopse: Documentário que trata do imaginário brasileiro romântico, erótico e afetivo a partir da obra dos principais nomes da música popular romântica, também conhecida como “música brega”. Letras de músicas de artistas como Odair José, Agnaldo Timóteo, Waldick Soriano, Evaldo Braga, Nelson Ned, Amado Batista, Wando, dão a tônica do enredo. No filme, os temas das músicas se relacionam com histórias da vida amorosa de pessoas comuns, enfrentando o desafio de falar sobre a intimidade de pessoas reais, em situações reais. Continuar lendo

02 Set. 2017: “Ventos De Agosto” de Gabriel Mascaro – Cineclube de Cinema Brasileiro

O Cineclube de Cinema Brasileiro exibe e debate Ventos De Agosto, de Gabriel Mascaro.

Sinopse: Um estranho pesquisador do som de ventos alísios chega numa pequena vila costeira. Agosto traz o mar revolto e os ventos fortes. A chegada do pesquisador tem impacto na relação de dois jovens habitantes da vila, Shirley e Jeison. O filme narra um sutil duelo entre a vida e a morte, a perda e a memória, o vento e o mar. Continuar lendo

26 Ago. 2017: “A Cidade Louvre” de Nicolas Philibert – Cineclube Aliança Francesa

Reprise da programação deste mês do Cineclube Aliança Francesa, agora no Cine Guarani. Exibição e debate de A Cidade Louvre, de Nicolas Philibert.

Sinopse: Documentário. A que se assemelha um museu quando não há público? Na época da reforma do Grande Louvre, o museu revelou seus bastidores à uma equipe de cinema: penduram-se os quadros, reorganizam-se as salas, os guardas provam seus novos trajes. Pouco a pouco os personagens se multiplicam, cruzam-se para costurar o fio da narrativa. A vida secreta e engraçada de um dos maiores museus do mundo. Continuar lendo

19 Ago. 2017: “Doméstica” de Gabriel Mascaro – Cineclube de Cinema Brasileiro

O Cineclube de Cinema Brasileiro exibe e debate Doméstica, de Gabriel Mascaro.

Sinopse: Sete adolescentes se transformam em cineastas amadores ao assumir a missão de registrar por uma semana a empregada doméstica das casas deles, e entregar o material bruto para o diretor realizar um filme com as gravações. Entre o choque da intimidade, as relações de poder e a performance do cotidiano, o filme lança um olhar contemporâneo sobre o trabalho doméstico no ambiente familiar e torna-se um potente ensaio sobre afeto e trabalho. Continuar lendo

18 Ago. 2017: “Mato Eles” de Sergio Bianchi – Conversas sobre o Cinema Brasileiro

O encontro deste mês do Conversas sobre o Cinema Brasileiro tem exibição e debate dos curtas-metragens Xetá, de Fernando Severo e Mato Eles?, de Sergio Bianchi. O Conversas é um projeto-cineclube organizado pelo EDUCINE – Laboratório de Cinema e Educação, que pertence à Universidade Estadual do Paraná – UNESPAR. Após as exibições, o debate contará com Fernando Severo, diretor do primeiro filme.

SinopsesXetá. Durante o desordenado processo de colonização do noroeste do Paraná, nas décadas de 1940 e 1950, foi avistada uma população indígena que até então havia tido pouquíssimo contato com o homem branco. Logo o povo Xetá foi expulso de suas terras, vitimado por ações de extermínio e os poucos sobreviventes foram dispersos para outros locais. A quase extinção dos Xetá acabou contribuindo para provocar um desastre ecológico irreversível na região. Mato Eles. O extermínio velado dos últimos índios da Reserva de Mangueirinha, no sudeste do Paraná, com a aprovação daqueles que supostamente os protegeriam. Com uma ironia cortante, as questões se desenvolvem como numa estrutura de teste de múltipla escolha. Continuar lendo

12 Ago. 2017: “Avenida Brasília Formosa” de Gabriel Mascaro – Cineclube de Cinema Brasileiro

O Cineclube de Cinema Brasileiro exibe e debate Avenida Brasília Formosa, de Gabriel Mascaro.

Sinopse: No limite da ficção, o documentário pretende traçar relações entre personagens do bairro de Brasília Teimosa, no Recife. Por meio da manipulação do diretor, os personagens reais reencenam a vida deles e estabelecem uma rede de relações fictícias (ou não), a fim de revelar a multiplicidade de sentidos para o tradicional bairro popular de Recife. Um dos personagens, Fábio, é garçom e cinegrafista. Registra importantes eventos no bairro. Fábio é contratado pela manicure Débora para fazer um videobook. Ela pretende tentar uma vaga no programa de televisão Big Brother. O filme constrói um rico painel sensorial sobre a arquitetura e faz da Avenida uma via de encontros e desejos. Continuar lendo

29 Jul. 2017: “Pele De Asno” de Jacques Demy – Cineclube Aliança Francesa

Reprise da programação deste mês do Cineclube Aliança Francesa, agora no Cine Guarani. Exibição e debate de Pele De Asno, de Jacques Demy.

Sinopse: A rainha de um reino distante, no leito de morte, faz com que o rei prometa se casar novamente apenas caso encontre uma mulher ainda mais bela do que ela. Só que em todo o reino apenas uma pessoa atende à esta condição: a própria filha da rainha. Desesperada, a princesa busca ajuda com a fada-madrinha, que sugere que ela peça presentes de casamento cada vez mais difíceis de encontrar, com o objetivo de adiar ao máximo a cerimônia. Enquanto isso, a princesa consegue fugir do reino escondida sob uma pele de asno. Mas, ela não demorará em ser notada. Continuar lendo

15 Jul. 2017: “Hoje Eu Quero Voltar Sozinho” de Daniel Ribeiro – Cineclube de Cinema Brasileiro

O Cineclube de Cinema Brasileiro exibe e debate Hoje Eu Quero Voltar Sozinho, de Daniel Ribeiro.

Sinopse: Leo é um adolescente cego que, como qualquer adolescente, está em busca de seu lugar no mundo. Desejando ser mais independente, precisa lidar com suas limitações e a superproteção da mãe. Para decepção da inseparável melhor amiga, Giovana, ele planeja libertar-se da rotina fazendo uma viagem de intercâmbio. Porém, a chegada de Gabriel, um novo aluno na escola, desperta sentimentos até então desconhecidos por Leo, fazendo-o redescobrir sua maneira de ver o mundo. Continuar lendo

08 Jul. 2017: “Branco Sai, Preto Fica” de Adirley Queirós – Cineclube de Cinema Brasileiro

O Cineclube de Cinema Brasileiro exibe e debate Branco Sai, Preto Fica, de Adirley Queirós.

Sinopse: Misto de ficção e documentário, o filme cria as imagens e sons a partir de uma história trágica: dois homens negros, moradores da maior localidade da periferia de Brasília, ficam marcados para sempre graças a uma ação criminosa de uma polícia racista e territorialista da Capital Federal. Essa polícia invade um baile black. Tiros, correria e a consumação da tragédia: um homem fica para sempre na cadeira de rodas, o outro perde a perna após um cavalo da polícia montada cair sobre ele. Mas esses homens não se sentem confortados em contar a história de maneira direta e jornalística. Eles querem fabular, querem outras possibilidades de narrar o passado, abrindo para um presente cheio de aventuras e ressignificações e propondo um futuro. Continuar lendo