31 Jan. 2018: “Nós Somos As Melhores!” de Lukas Moodysson – Cine Esquina

O Cine Esquina continua a Mostra InfantoJuvenil com exibição de Nós Somos As Melhores!, de Lukas Moodysson.

Atenção: a exibição vai acontecer na versão legendada em português.

Conheça o texto de apresentação da Mostra:

Neste início de 2018, o Cine Esquina do SESC da Esquina traz títulos infantojuvenis, dque fazem parte do acervo de filmes de classificação livre do SESC,  para as sessões periódicas. Nas férias, as crianças e adolescentes poderão conhecer filmes que não fazem parte da programação de salas comerciais e os adultos, que não costumam acompanhar a programação infantojuvenil, poderão conhecer os filmes do acervo e se emocionar com obras que abordam temas como amizade, coragem, tolerância, consciência ambiental e social, etc. – trazendo reflexões pertinentes à todas as idades. Abordam também a importância dos laços familiares e o que o imaginário popular – atrelado às influências de outras culturas – podem contribuir para a formação do indivíduo, entre outros temas. Portanto, no mês de férias o Sesc da Esquina oferece uma programação variada para crianças, jovens e adultos que possivelmente vão se encantar com as histórias que estão por vir!

Sinopse: Bobo e Klara, duas garotas suecas de 13 anos, querem montar uma banda punk, mesmo que todos digam que o punk morreu. Elas cortam seus cabelos em estilo moicano e recorrem à música para protestar e vencer o tédio. Mas, na verdade, as garotas não sabem tocar nada. Para melhorar a qualidade da banda, chamam a tímida e certinha colega Hedvig, guitarrista brilhante. Uma história sobre as dificuldades e encantos de crescer e se encaixar no mundo. Continuar lendo

Anúncios

30 Jan. 2018: “Eles Vivem” de John Carpenter – Cine Esquina

O Cine Esquina encerra o Ciclo “Estilos Cinematográficos no Cinema Americano” com Eles Vivem, de John Carpenter. O filme terá duas exibições no mesmo dia, as 12h00 e 18h00.

Sinopse: John Nada é um trabalhador braçal que chega a Los Angeles e encontra trabalho numa fábrica. Durante uma inusitada operação repressiva, a polícia destrói um quarteirão inteiro do bairro miserável em que vive. Na confusão, Nada encontra óculos escuros aparentemente comuns, porém ao usá-los consegue enxergar horrendas criaturas alienígenas disfarçadas de seres humanos, bem como as mensagens subliminares que elas transmitem através da mídia em geral. Ele percebe que os invasores estão controlando o planeta, e juntamente com o companheiro de trabalho Frank, decide se engajar no movimento de resistência, que é perseguido pela polícia.

Continuar lendo

30 Jan. 2018: “A Festa Da Menina Morta” de Matheus Nachtergaele – Cine na 3ª

O Cine na 3ª exibe A Festa Da Menina Morta, de Matheus Nachtergaele.

Sinopse: Há 20 anos uma pequena população ribeirinha do alto Amazonas comemora a Festa da Menina Morta. O evento celebra o milagre realizado por Santinho, que após o suicídio da mãe recebeu em mãos, da boca de um cachorro, os trapos do vestido de uma menina desaparecida. A menina jamais foi encontrada, mas o tecido rasgado e manchado de sangue passa a ser adorado e considerado sagrado. A festa cresceu indiferente à dor do irmão da menina morta, Tadeu. A cada ano as pessoas visitam o local para rezar, pedir e aguardar as “revelações” da menina, que através de Santinho se manifestam no ápice da cerimônia. Continuar lendo

29 Jan. 2018: “Porco Rosso: O Último Herói Romântico” de Hayao Miyazaki – Cine Esquina

O Cine Esquina continua a Mostra InfantoJuvenil com exibição de Porco Rosso: O Último Herói Romântico, de Hayao Miyazaki.

Atenção: a exibição vai acontecer na versão dublada em português.

Conheça o texto de apresentação da Mostra:

Neste início de 2018, o Cine Esquina do SESC da Esquina traz títulos infantojuvenis, dque fazem parte do acervo de filmes de classificação livre do SESC,  para as sessões periódicas. Nas férias, as crianças e adolescentes poderão conhecer filmes que não fazem parte da programação de salas comerciais e os adultos, que não costumam acompanhar a programação infantojuvenil, poderão conhecer os filmes do acervo e se emocionar com obras que abordam temas como amizade, coragem, tolerância, consciência ambiental e social, etc. – trazendo reflexões pertinentes à todas as idades. Abordam também a importância dos laços familiares e o que o imaginário popular – atrelado às influências de outras culturas – podem contribuir para a formação do indivíduo, entre outros temas. Portanto, no mês de férias o Sesc da Esquina oferece uma programação variada para crianças, jovens e adultos que possivelmente vão se encantar com as histórias que estão por vir!

Sinopse: Marco Porcellino é piloto acrobático de aviões e lutou a I Guerra Mundial, sendo o único sobrevivente do esquadrão dele. Em determinado momento da vida depois disso, o rosto dele foi transformado na de um porco, e passou a ser chamado de Porco Rosso. O filme não dá explicações como isso sucedeu. Ele vive de caçar piratas aéreos, resgatando o que eles roubam dos outros e recebendo recompensas. Fora algumas poucas amizades, como Gina, a proprietária de um hotel e aparentemente apaixonada por ele, Porco Rosso acumula na vida mais inimigos do que amigos. E não dá outra: os piratas de várias gangues, cansados de sempre ter em prejuízos por causa dele, se reúnem e contratam um exímio piloto americano para abatê-lo. Agora, Porco Rosso tem de provar mais uma vez que ainda é o melhor piloto das paradas, apesar da idade que vem chegando, num duelo com o americano. Para isso, terá ajuda de um antigo amigo e da neta dele para reconstruir o avião. Filme de Hayao Miyazaki único, com roteiro e estilo peculiares dentro da obra, Porco Rosso tem drama, comédia, ação e aventura intercalados de forma muito bem balanceada, tratando de temas como a guerra, a amizade e a procura de sentido na vida. E esse talvez seja o longa-metragem de Miyazaki em que ele tenha explorado com mais intensidade sua paixão pelo céu e máquinas voadoras.  Continuar lendo

27 Jan. 2018: “O Serviço de Entregas de Kiki” de Hayao Miyazaki – Sessão de Sábado

O Sessão de Sábado exibe O Serviço de Entregas de Kiki, de Hayao Miyazaki.

Sinopse: Kiki é uma jovem aprendiz de bruxa, e chegou o momento de ganhar o mundo. Faz parte da formação de bruxa, sair de casa ainda n adolescência e ir morar em outro lugar do país, aprendendo a sobreviver sozinha. Chegando na nova cidade, Kiki é acolhida por um casal de padeiros, e passa a retribuir a alimentação e hospedagem fazendo entregas da padaria utilizando a vassoura voadora dela. Continuar lendo

26 Jan. 2018: “Nossa Irmã Mais Nova” de Hirokazu Koreeda – Cine Esquina

O Cine Esquina continua a Mostra InfantoJuvenil com exibição de Nossa Irmã Mais Nova, de Hirokazu Koreeda.

Atenção: a exibição vai acontecer na versão legendada em português.

Conheça o texto de apresentação da Mostra:

Neste início de 2018, o Cine Esquina do SESC da Esquina traz títulos infantojuvenis, dque fazem parte do acervo de filmes de classificação livre do SESC,  para as sessões periódicas. Nas férias, as crianças e adolescentes poderão conhecer filmes que não fazem parte da programação de salas comerciais e os adultos, que não costumam acompanhar a programação infantojuvenil, poderão conhecer os filmes do acervo e se emocionar com obras que abordam temas como amizade, coragem, tolerância, consciência ambiental e social, etc. – trazendo reflexões pertinentes à todas as idades. Abordam também a importância dos laços familiares e o que o imaginário popular – atrelado às influências de outras culturas – podem contribuir para a formação do indivíduo, entre outros temas. Portanto, no mês de férias o Sesc da Esquina oferece uma programação variada para crianças, jovens e adultos que possivelmente vão se encantar com as histórias que estão por vir!

Sinopse: Três irmãs – Sachi, Yoshino e Chika – vivem juntas em uma grande casa na cidade de Kamakura. Quando o pai morre – que era divorciado e já não vivia com as filhas – as irmãs viajam para o interior para o funeral, e conhecem Suzu, a tímida meia-irmã adolescente. Após criar laços rapidamente com a órfã, pois a mãe dela também já morrera, elas convidam-na para viver em Kamakura. Se as irmãs não a convidassem, teria de viver com a terceira esposa do pai, com quem não se dá bem. Suzu concorda ansiosamente, sem nem mesmo hesitar. Agora, a vida das quatro irmãs passará por dificuldades com as mudanças, mas com um caminho também repleto de alegrias. Continuar lendo

26 e 27 Jan. 2018: Mostra “A Imigração no Cinema Hispânico” – Cineclube do Centro Cultural da Espanha

O Centro Cultural da Espanha, em parceria com a Cinemateca de Curitiba, realiza a Mostra “A Imigração no Cinema Hispânico”

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

26/01, sexta-feira as 19h00.  Cambié Su Nombre Y Seguí Hablando De Ella Sin Que Lo Supieras, de João Solda (Brasil, 2016, 17 min). Camilo, um imigrante cubano em Paris, decide voltar para a ilha depois de ficar duas décadas longe de casa. Pelas ruas de Havana com o amigo Lázaro, ele observa e conversa sobre como estão as coisas na ilha depois de passar tanto tempo fora.

26/01, sexta-feira as 19h30.  A Jaula De Ouro, de Diego Quemada-Díez (México / Espanha, 2013, drama, 108 min). Os jovens Juan, Sara e Samuel fogem da Guatemala para tentar chegar ao Estados Unidos, carregando com eles o sonho de encontrar um mundo melhor além das fronteiras da terra natal. Durante a passagem pelo México, o grupo encontra o índio tzotzil Chauk, que não fala espanhol e viaja sem documentos. Classificação Etária: 12 anos

Trailer: https://youtu.be/aPUs19GlwLo Continuar lendo

25 Jan. 2018: “Caminho Para O Nada” de Monte Hellman – Cine Esquina

O Cine Esquina continua o Ciclo “Estilos Cinematográficos no Cinema Americano” com Caminho Para O Nada, de Monte Hellman. O filme terá duas exibições no mesmo dia, as 12h00 e 18h00.

Sinopse: Tygh Runyan, jovem cineasta, resolve rodar um filme baseado na história de um crime real ocorrido no interior dos Estados Unidos, onde um político e a amante aparentam ter cometido suicídio. Para interpretar a amante, é contratada uma mulher misteriosa bastante parecida com a pessoa na qual sua personagem é inspirada. Aos poucos Tygh é envolvido cada vez mais pelo ocorrido, desenvolvendo uma obsessão pelo caso e pela protagonista.

Continuar lendo

25 Jan. 2018: “Tropicália” de Marcelo Machado – CineDocs de 5ª

O CineDocs de 5ª exibe Tropicália, de Marcelo Machado.

Sinopse: Muito antes da chamada aldeia global existir e da Internet se propagar pelo mundo, o Brasil já era global. País antropofágico pela própria natureza, em que o novo e o velho, o estrangeiro e o nativo, não só conviviam como eram misturados, assimilados e recriados a todo momento. Que terra é essa em que, em plenos anos 1960, um canto de capoeira se fundia à força agressiva do rock n’ roll para entrar nos lares de milhares de famílias sob o nome de “Domingo no Parque”? Que nome dar a esta geleia geral? Tropicalismo! O diretor do filme, que cresceu ouvindo as ousadias sonoras de Caetano Veloso, Gilberto Gil, Mutantes e Tom Zé, entre outros, que não entendia as letras em inglês mas adorava os arranjos de um tal de rock n’ roll, conduz o espectador por uma viagem de sons e imagens através da história de um dos mais emblemáticos movimentos culturais brasileiros. Em um panorama afetivo construído com uma miscelânea de referências, entrevistas, pesquisas, imagens e, claro, canções, o espectador passeia pelos férteis, polêmicos e violentos anos de 1967, 1968 e 1969.
Continuar lendo

24 Jan. 2018: “O Sonho De Wadjda” de Haifaa Al Mansour – Cine Esquina

O Cine Esquina continua a Mostra InfantoJuvenil com exibição de O Sonho De Wadjda, de Haifaa Al Mansour.

Atenção: a exibição vai acontecer na versão legendada em português.

Conheça o texto de apresentação da Mostra:

Neste início de 2018, o Cine Esquina do SESC da Esquina traz títulos infantojuvenis, dque fazem parte do acervo de filmes de classificação livre do SESC,  para as sessões periódicas. Nas férias, as crianças e adolescentes poderão conhecer filmes que não fazem parte da programação de salas comerciais e os adultos, que não costumam acompanhar a programação infantojuvenil, poderão conhecer os filmes do acervo e se emocionar com obras que abordam temas como amizade, coragem, tolerância, consciência ambiental e social, etc. – trazendo reflexões pertinentes à todas as idades. Abordam também a importância dos laços familiares e o que o imaginário popular – atrelado às influências de outras culturas – podem contribuir para a formação do indivíduo, entre outros temas. Portanto, no mês de férias o Sesc da Esquina oferece uma programação variada para crianças, jovens e adultos que possivelmente vão se encantar com as histórias que estão por vir! 

Sinopse: Wadjda tem dez anos de idade, e mora no subúrbio de Riade, capital da Arábia Saudita. Ela é uma garota teimosa e cheia de vida, que gosta de brincar com os garotos. Um dia, após uma disputa com o amigo Abdullah, ela vê uma bela bicicleta à venda. Wadjda gostaria de comprá-la, para superar o colega em uma corrida, mas na sociedade conservadora onde vivem, garotas não podem dirigir carros ou bicicletas. Ela decide então fazer de tudo para conseguir o dinheiro sozinha.

Continuar lendo

23 Jan. 2018: “Irmã” de Zach Clark – Cine Esquina

O Cine Esquina continua o Ciclo “Estilos Cinematográficos no Cinema Americano” com Irmã, de Zach Clark. O filme terá duas exibições no mesmo dia, as 12h00 e 18h00.

Sinopse: Outubro de 2008. A jovem freira Colleen tem evitado contato com a família, até que uma mensagem de e-mail da mãe anuncia: “Seu irmão está em casa”. Ao retornar à casa de infância em Asheville, Carolina do Norte, ela encontra o antigo quarto exatamente como ela o deixou: pintado de preto e coberto de cartazes no estilo gótico. Os pais estão felizes o suficiente por revê-la, mas o mal-estar e o constrangimento imperam. E o irmão está vivendo recluso na casa de hóspedes desde que voltou da Guerra do Iraque.

Continuar lendo

23 Jan. 2018: “O Moinho E A Cruz” de Lech Majewski – Cine na 3ª

O Cine na 3ª exibe O Moinho E A Cruz, de Lech Majewski.

Sinopse: O filme é uma recriação do quadro épico “Caminho do Calvário“, do pintor Pieter Brugel, datado de 1564. O quadro narra a Paixão de Cristo e foi realizado durante a ocupação espanhola da Bélgica. A história alterna a construção do quadro, narrada por Bruegel, e o sofrimento de Jesus, comentado por Maria, permeado pela vida típica dos camponeses que compunham a sociedade local no Século 16. Continuar lendo

22 Jan. 2018: “Abril E O Mundo Extraordinário” de C. Desmares e F. Ekinci – Cine Tijolo

O Cine Esquina inicia a Mostra InfantoJuvenil com exibição de Abril E O Mundo Extraordinário, de Christian Desmares e Franck Ekinci.

Conheça o texto de apresentação da Mostra:

Neste início de 2018, o Cine Esquina do SESC da Esquina traz títulos infantojuvenis, dque fazem parte do acervo de filmes de classificação livre do SESC,  para as sessões periódicas. Nas férias, as crianças e adolescentes poderão conhecer filmes que não fazem parte da programação de salas comerciais e os adultos, que não costumam acompanhar a programação infantojuvenil, poderão conhecer os filmes do acervo e se emocionar com obras que abordam temas como amizade, coragem, tolerância, consciência ambiental e social, etc. – trazendo reflexões pertinentes à todas as idades. Abordam também a importância dos laços familiares e o que o imaginário popular – atrelado às influências de outras culturas – podem contribuir para a formação do indivíduo, entre outros temas. Portanto, no mês de férias o Sesc da Esquina oferece uma programação variada para crianças, jovens e adultos que possivelmente vão se encantar com as histórias que estão por vir! 

Atenção: a exibição vai acontecer na versão dublada em português.

Sinopse: Em 1941, a França, ainda em um estado atrasado de desenvolvimento, presa ao Século 19, é governada por Napoleão V. Durante um período de 70 anos, uma coisa peculiar vem acontecendo: cientistas franceses desaparecem misteriosamente sem que ninguém saiba o motivo. As coisas mudam quando os pais de Avril, também cientistas, somem, e ela decide ir à procura dos dois. “Depois de ter sua criação mais icônica, As Aventuras Extraordinárias de Adèle Blanc-Sec, adaptada pelo cineasta Luc Besson em uma versão live-action que recebeu por aqui o título As Múmias do Faraó (2010), o cultuado artista francês dos quadrinhos Jacques Tardi volta a ver seu universo transportado para a tela grande com a animação Abril e o Mundo Extraordinário. A ideia para o longa partiu do roteirista Benjamin Legrand, que desejava criar uma história original inspirada no trabalho de Tardi, um amigo de longa data, e após alguns anos de desenvolvimento conseguiu tirá-la do papel tendo o próprio cartunista como co-criador do roteiro e de todo o design gráfico. O resultado é uma fantasia extremamente elaborada, rica em conteúdo e visualmente fascinante. (…) Dirigido pela dupla Christian Desmares e Franck Ekinci, Abril e o Mundo Extraordinário apresenta diversos elementos temáticos e estéticos da ficção-científica steampunk. A mistura entre o retrô e o futurista dita todo o visual do longa, com suas máquinas a vapor, dirigíveis e outros tantos aparatos tecnológicos fantasiosos. O traço da animação remete ao estilo de ilustração do belga Hergé, o criador de Tintim, com linhas fortes e simplicidade na concepção física dos personagens contrastando com a complexidade quase realista de objetos e cenários. É possível perceber o cuidado com os detalhes em cada quadro, com o uso de uma paleta de cores acinzentada para representar um mundo envolto pela fuligem e fumaça da queima de carvão, além de um excelente trabalho de sombras e perspectiva para dar profundidade à animação 2D tradicional.” (Leonardo Ribeiro)

Continuar lendo

20 Jan. 2018: “Porco Rosso: O Último Herói Romântico” de Hayao Miyazaki – Sessão de Sábado

O Sessão de Sábado exibe Porco Rosso: O Último Herói Romântico, de Hayao Miyazaki.

Sinopse: Marco Porcellino é piloto acrobático de aviões e lutou a I Guerra Mundial, sendo o único sobrevivente do esquadrão dele. Em determinado momento da vida depois disso, o rosto dele foi transformado na de um porco, e passou a ser chamado de Porco Rosso. O filme não dá explicações como isso sucedeu. Ele vive de caçar piratas aéreos, resgatando o que eles roubam dos outros e recebendo recompensas. Fora algumas poucas amizades, como Gina, a proprietária de um hotel e aparentemente apaixonada por ele, Porco Rosso acumula na vida mais inimigos do que amigos. E não dá outra: os piratas de várias gangues, cansados de sempre ter em prejuízos por causa dele, se reúnem e contratam um exímio piloto americano para abatê-lo. Agora, Porco Rosso tem de provar mais uma vez que ainda é o melhor piloto das paradas, apesar da idade que vem chegando, num duelo com o americano. Para isso, terá ajuda de um antigo amigo e da neta dele para reconstruir o avião. Filme de Hayao Miyazaki único, com roteiro e estilo peculiares dentro da obra, Porco Rosso tem drama, comédia, ação e aventura intercalados de forma muito bem balanceada, tratando de temas como a guerra, a amizade e a procura de sentido na vida. E esse talvez seja o longa-metragem de Miyazaki em que ele tenha explorado com mais intensidade sua paixão pelo céu e máquinas voadoras.  Continuar lendo