23 a 25 Jun. 2015: Mostra “Obras-Primas do Cinema Neo-Realista” – Museu da Imagem e do Som

O Museu da Imagem e do Som do Paraná realiza a Mostra “Obras-primas do Cinema Neo-Realista”.

O Cinema Neo-Realista surgiu na Itália, no período do pós-II Guerra Mundial, e inovou a estética cinematográfica vigente com filmes que abordavam os problemas sociais e econômicos da época, abrindo mão dos artifícios hollywoodianos e aproximando a ficção ao documentário. Os filmes eram rodados em locações naturais e, em alguns casos, protagonizados por atores não-profissionais, respeitando as diferenças culturais e os dialetos das regiões onde eram filmados. Teve grande impacto no cinema mundial e influenciou o surgimento de outros movimentos, como a Nouvelle Vague francesa e o Cinema Novo brasileiro.

O filme de abertura da mostra, “Ladrões de Bicicleta”, de Vittorio de Sica, figura em destaque nas listas de melhores filmes de todos os tempos e narra o drama de um trabalhador desempregado que percorre diversos lugares de Roma com o filho pequeno em busca de sua bicicleta roubada. “Roma, Cidade Aberta”, de Roberto Rosselini, é o marco inicial do movimento e foi inspirado por diversos personagens e histórias envolvendo o período em que a capital italiana esteve sob o domínio nazista. O filme que encerra o evento, “A Terra Treme”, de Luchino Visconti, ficou conhecido por ser inteiramente interpretado por atores não-profissionais de uma vila de pescadores da Sicília. Eles falam o dialeto típico da região e encenam um drama sobre as difíceis condições de vida no local.

Programação Completa

23 de Junho, terça-feira, as 19h30. Ladrões de Bicicletas, de Vittorio De Sica. Esta é a estória de Antonio Ricci, um pai há dois anos desempregado e que, aflito, procura nos labirintos das ruas de Roma sua bicicleta roubada, seu único meio de sobrevivência. Acompanhado por Bruno, seu filho de 9 anos, ele inicia uma busca frenética para encontrar o ladrão e a bicicleta. Em seu caminho, encontram vários personagens bizarros e interessantes da cidade. Um enredo tocante, e apesar de fictício, um documento histórico, um balanço social da época que se tornou um dos grandes clássicos do movimento do neorrealismo no cinema italiano.

24 de Junho, quarta-feira, as 19h30. Roma, Cidade Aberta, de Roberto Rosselini. Roma, 1944. Durante a Segunda Guerra Mundial, Giorgio Manfredi é um dos líderes da Resistência e está sendo perigosamente perseguido pelos nazistas.

25 de Junho, quinta-feira, as 19h30. A Terra Treme, de Luchino Visconti. Um jovem pescador se revolta contra a exploração de seus superiores e decide trabalhar por contra própria. Porém, com esta decisão, ele vai enfrentar um verdadeiro império, ao mesmo tempo em que se depara com as dificuldades de uma realidade ainda mais dura.

Mostra “Obras-primas do Cinema Neo-Realista”

23, 24 e 25 de Junho de 2015, terça a quinta-feira

Entrada Gratuita

LocalAuditório Brasílio Itiberê, anexo a Secretaria de Estado da Cultura

Rua Cruz Machado, 138 – bairro Centro, Curitiba/PR – para ver mapa, clique aqui. O portão de acesso é um pouco antes da esquina com a Rua Saldanha Marinho.

Contatos: (41) 3321-4729, mis@pr.gov.br

*Com informações do SEEC-PR

– Acompanhe o Blog também pelo Facebook!
www.facebook.com/pages/Cinema-em-Curitiba/182637458607081
– Se inscreva para receber o Boletim (Newsletter) do Blog em seu email! O campo de inscrição está logo no começo da coluna do lado direito da página.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s